Muitas pessoas acreditam em vida fora da Terra. Existem diversas teorias que indicam essa realidade, mas nada realmente comprovado. Nessa busca, um grupo de cientistas fez uma descoberta recentemente. Após anos pesquisando rastros de algumas substâncias em planetas, eles finalmente encontraram vestígios de fosfina em Vênus. Aqui no planeta Terra, essa substância só é produzida por organismos vivos ou indústrias. Sendo assim, os estudiosos afirmaram que essa descoberta pode ser uma pista para a existência de vida microbiana no planeta vizinho ao nosso. Isso ainda é pouco para que possamos afirmar a existência de vida inteligente nos outros planetas e, por esse motivo, seguimos apenas com teorias.

Publicado no periódico científico "Nature Astronomy" e feito por um grupo de cientistas de universidades nos Estados Unidos, Reino Unido e no Japão, o estudo foi o responsável por analisar de forma cuidadosa a atmosfera de Vênus. Esse é o maior vizinho do planeta Terra. Os estudiosos buscavam indícios de vida no local. No processo, surpreendentemente, eles observaram padrões luminosos de vestígios da fosfina. Essa descoberta é interessante por diversos motivos. Entenda o que é a fosfina e porque essa descoberta é interessante.

O que é fosfina, a substância que pode indicar vida fora da Terra

Publicidade
continue a leitura

Segundo informações do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), um dos principais órgãos de saúde dos Estados Unidos, o hidreto de fósforo, que conhecemos como fosfina, é um gás incolor. Esse é bastante tóxico e inflamável. Fosfina é derivado do elemento químico fósforo. É utilizado na indústria na produção de inseticidas. O gás é bastante malcheiroso, com seu odor semelhantes ao de peixe podre. Aqui, o gás é produzido por micro-organismos anaeróbicos, ou seja, aqueles que não precisam de oxigênio para sobreviver. Isso acontece durante o processo de decomposição. Além disso, é também um resíduo comum obtido na produção de metanfetamina.

Fosfina em Vênus

Publicidade
continue a leitura

Com a ajuda do telescópio James Clerk Maxwell, no Havaí, e do observatório chileno Atacama Large Millimiter Array, os cientistas observaram algo importante. Eles notaram padrões luminosos que poderiam indicar rastros da fosfina na atmosfera de Vênus. Após isso, usaram um modelo desta atmosfera para comprovar a descoberta. Constataram no experimento que, apesar de a concentração do gás ser baixa, existe mais fosfina em Vênus do que na Terra.

Publicidade
continue a leitura

De acordo com o comunidade do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), há uma explicação. O fato de Vênus ser um planeta inóspito, com várias nuvens de ácido sulfúrico e extremamente quente, fazia com que não fosse visto como propício para vida. Ainda se especulava que, caso houvesse algum tipo de vida, ela provavelmente estaria em uma camada da atmosfera. Isso é, com temperaturas mais amenas a 48 km da superfície.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento. Aproveite também para fazer um tour por nosso site e viaje em um universo de curiosidades.

Publicado em: 21/09/20 19h11