icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


Garoto responde racismo com amor e emociona pessoas em programa de TV

POR Diogo Quiareli EM Compartilhando coisa boa 06/07/20 às 14h57

capa do post Garoto responde racismo com amor e emociona pessoas em programa de TV

Estamos no século 21 e, infelizmente, o racismo ainda está presente na sociedade. Recentemente, acompanhamos toda a revolta dos norte-americanos em protestos, afirmando que vidas negras importam. Isso aconteceu após um homem negro ter sido morto de forma brutal e covarde por policiais. Até mesmo artistas foram às ruas para fortalecer os protestos. Com isso, pessoas do mundo inteiro passaram a levantar a hashtag "BlackLivesMatter". Foi colocado em pauta um assunto importante e que devemos discutir diariamente, além de repassar para as nossas crianças. Com isso, um menino de apenas 10 anos ganhou visibilidade na internet após falar sobre racismo.

O garotinho de 10 anos viralizou dando sua opinião sobre os contos africanos. Isso em uma reportagem da emissora educativa TVT. Seu vídeo bombou em diversas redes sociais. O motivo de todo esse sucesso foram suas palavras surpreendentes, o que dá uma verdadeira lição sobre racismo. O pequeno comoveu até mesmo a repórter que fazia a entrevista. As imagens foram então veiculadas há cerca de dois anos, mas não deixaram de ser compartilhadas na web até hoje. Isso porque o garoto recebeu um prêmio importante como reconhecimento pela opinião que deu. Essa premiação serve como inspiração para qualquer pessoa inclusive. Confira conosco mais detalhes sobre esse caso.

Garoto de 10 anos viraliza após falar de racismo

A reportagem é de 2014 e falava sobre o Projeto Leituraço, na Secretaria Municipal de Educação de São  Paulo. Gustavo deu a opinião sobre a importância de contos africanos. Ele disse que eles trazem ensinamentos importantes para combater o preconceito. "Acho que aprende a respeitar, aprende que ninguém vive sozinho, ninguém pode viver isolado. Todo mundo tem de estar em um conjunto, em uma equipe bem grande para a gente combater o preconceito, a fome, combater praticamente tudo. Porque tudo nesse mundo cria um debate, tem sempre alguém que vai ser racista, que vai ter uma opinião diferente, vai sempre ter alguém", disse o menino.

"Por isso eu gosto de aprender alguma coisa para conseguir debater com a pessoa. Mas, mostrar pra ela como é você ser negro, mudar o ponto de vista da pessoa", completou. O seu discurso foi bastante importante e, quando menos esperavam, ele finalizou da melhor forma possível.

"Você saber pedir, saber respeitar não é ser fraco. Ser fraco é você não pedir, não respeitar, não ajudar para não parecer fraco. Isso é ser fraco. Por isso nunca é bom ser arrogante com as pessoas, nunca é bom você tentar debater com a pessoa para deixá-la no chão. Você tem de fazer a pessoa ver o seu ponto de vista. Eu sou negro, mas tenho dois olhos, dois braços, duas pernas e tudo o que você tem. Só muda a cor da pele e a personalidade, porque o caráter é a única coisa que quase nada pode mudar".

Vídeo da premiação

E aí, o que você achou dessa lição de moral sobre racismo do garoto? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale sempre lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.


Próxima Matéria
Via   Vix  
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest