Todos nós sabemos que alimentos têm data de validade, apesar de nem sempre respeitarmos isso. Mas e quanto às sementes? Teriam uma data de validade também? Bom, se tem uma de fato, deve ser superior há mais de 800 anos, porque esses alunos encontraram sementes de quase um milênio de idade e elas frutificaram!

As sementes eram de uma abóbora que supostamente não existe mais. Os estudos, assim como os plantios, foram realizados em Winnipeg, no Canadá. Se você gosta de abóbora não vai poder perder essa. Confira mais sobre as sementes de 800 anos!

A descoberta

Publicidade
continue a leitura

A descoberta das sementes ocorreu nas terras onde estavam localizadas as Primeiras Nações Nativas, em Wisconsin, um estado americano. As sementes estavam em uma vasilha de argila, no formato de uma bola.

A estrutura na qual as sementes estavam passou por uma análise e foi assim que eles descobriram sua datação, de cerca de 850 anos atrás. Apesar dos estudantes não saberem se as sementes ainda prestavam, eles decidiram testar e plantá-las.

Abóboras

Publicidade
continue a leitura

Felizmente, as sementes não só estavam boas, como deram resultado a grandes abóboras. Algumas sementes foram doadas a um defensor da herança de sementes e independência alimentar dos povos indígenas. As sementes foram plantadas e pouco tempo depois, a planta já tinha mais de 7 metros de comprimento e 24 abóboras. A maior delas pesava 8 quilos.

Além de grandes, as abóboras têm em seu interior um punhado de sementes, que irão garantir que elas não desapareçam novamente. A descoberta foi muito comemorada pelos estudantes, já que eles realmente não esperavam pelo achado.

Publicidade
continue a leitura

As sementes foram apelidadas como Gete-okosomin, algo que significa "abóboras grandes realmente antigas".

E aí, o que você achou dessa descoberta? Se gosta de abóbora deve até ter ficado com vontade de experimentar. Comenta com a gente o que achou da descoberta. Aproveita e também compartilha com aquele amigo que não vive sem uma apetitosa abóbora.

Publicado em: 21/11/18 18h13