Notícias

Homem é preso após apalpar repórter em transmissão ao vivo na Espanha; veja o vídeo

0

A jornalista Isabel Balado foi vítima de assédio enquanto estava ao vivo no programa “En Boca de Todos”, transmitido pelo canal Mediaset da televisão espanhola.

O incidente ocorreu na terça-feira, dia 12, e o agressor foi rapidamente detido após o ocorrido.

Isabel estava fazendo uma transmissão ao vivo, comentando um assalto, quando um homem se aproximou dela e fez um gesto inadequado tocando em suas nádegas.

A jornalista tentou se esquivar e informou que estava ao vivo. O homem permaneceu ao seu lado enquanto ela continuava seu trabalho, mas a situação foi interrompida pelo âncora do programa, Nacho Abad, que estava no estúdio e testemunhou o assédio.

Abad repreendeu o agressor e pediu que ele permitisse que Isabel continuasse trabalhando.

Isabel Balado chegou a questionar o agressor, perguntando por que ele sentiu a necessidade de tocá-la dessa maneira, mesmo quando poderia ter feito outras perguntas.

O agressor tentou se justificar dizendo que não tinha a intenção de tocá-la, ao que Isabel respondeu de forma assertiva: “Você tocou.” Pouco tempo depois, a Polícia Nacional deteve o agressor.

Isabel Balado não se pronunciou ainda

Apesar da exposição em rede nacional e o envolvimento da polícia, a jornalista Isabel Balado preservou sua imagem e não veio a público em suas redes sociais para falar sobre o caso.

Muitos defenderam seu direito de privacidade, especialmente pela situação delicada que ela passou ao vivo. Além disso, não existem detalhes sobre seu depoimento policial.

Contudo, os telespectadores apoiaram a forma como a ocorrência foi administrada pelos envolvidos, e o caso se popularizou na internet.

Detalhes sobre a detenção

Ainda sobre os detalhes do caso, o assediador detido pela polícia nacional também continua no anonimato. Embora as imagens mostrem seu rosto abertamente, registros do crime permaneceram no sigilo até o momento.

As penalidades por assédio na Espanha podem variar dependendo da gravidade do incidente e das leis específicas de cada região autônoma.

Para o assédio sexual, as penas podem incluir multas significativas e prisão. Em casos mais graves, a pena de prisão pode variar de meses a anos.

Além disso, as decisões dos tribunais podem levar em consideração as circunstâncias individuais de cada caso ao determinar as penalidades. Em uma situação com tamanha visibilidade, é possível que existam medidas mais significativas.

Reação positiva

Via RFI

Outro ponto que se destacou foi a reação do colega masculino, Nacho Abad, em defesa de Isabel Balado, algo que surpreendeu muitas pessoas que acompanharam o incidente.

Seu gesto de repreender imediatamente o agressor e pedir que ele permitisse que Isabel continuasse seu trabalho enviou uma mensagem clara de solidariedade e apoio à jornalista.

Essa atitude de Nacho Abad serve como um exemplo importante de como todos, independentemente do gênero, devem agir em situações de assédio.

É crucial que as pessoas se aliem umas às outras em momentos de dificuldade e enfrentem o assédio de maneira firme e resoluta.

O comportamento de Nacho Abad não apenas demonstrou empatia e respeito por sua colega, mas também destacou a importância de todos nós nos posicionarmos contra o assédio, independentemente de quem seja a vítima.

Em uma sociedade onde a igualdade de gênero é um objetivo fundamental, é essencial que os homens desempenhem um papel ativo na promoção de um ambiente seguro e respeitoso para todos.

O apoio e a intervenção de homens em situações de assédio contribuem para a criação de uma cultura que não tolera tais comportamentos e ajuda a construir um mundo mais igualitário e justo para todos.

Portanto, o exemplo de Nacho Abad serve como um lembrete de que todos nós temos a responsabilidade de combater o assédio e apoiar aqueles que são vítimas dele.

 

Fonte: Terra

Imagens: RFI

Heroína da Espanha na Copa diz sentir raiva por beijo de Rubiales ofuscar o título mundial

Previous article

Homem de Varna: conheça a civilização mais rica da pré-história

Next article

Comments

Comments are closed.