• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Incrível floresta petrificada de 4500 anos atrás reaparece depois de ser inundada

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      14/06/19 às 16h17

A natureza é mesmo incrível. Quando menos se espera, ela nos surpreende. E foi exatamente isso que a tempestade Hannah trouxe depois da terrível chuva: uma surpresa. Uma floresta petrificada de 4.500 anos atrás no Reino Unido (no País de Gales, mais especificamente) reapareceu. Depois de ficarem cobertas por uma grossa camada de turfa, areia e água do mar por milhares de anos, os restos de árvores de uma floresta pré-histórica apareceram novamente sob as águas. A floresta de Cantre"r Gwaelod voltou à superfície devido às fortes marés e ventos da tempestade Hannah que atingiram aquela região.

O reaparecimento da floresta coincide com uma lenda antiga, lá do século 17, que já falava sobre uma civilização que foi soterrada devido a um sacerdote. A lenda chamada de "Centenas de Nascido" conta que o sacerdote conhecido por Meredid acabou não fazendo o seu trabalho corretamente, e desencadeou o desastre que soterrou toda a civilização que vivia ali. Lendas à parte, agora os arqueólogos estão chamando a região de "Atlântida de Gales".

A floresta

Os pesquisadores acreditam que a floresta Cantre"r Gwaelod (que significa algo como "A Terra Abaixo de Cem) seria localizada entre as ilhas de Ramsey e Bardsey, na região conhecida hoje como a baía de Cardigan. A floresta, que se estende por cerca de 32 quilômetros da costa oeste do País de Gales, é cheia de mitos e lendas.

Segundo informações do tabloide britânico Daily Mail, o solo da região era tão fértil que um hectare rendia uma colheita quatro vezes maior do que em outras zonas. Por esse motivo, a cidade se tornou muito próspera no século 17.

A existência da floresta da Idade do Bronze não é bem uma novidade, os arqueólogos já sabiam sobre ela. Isso porque, de tempos em tempos, pequenos troncos de árvores eram vistos durante a maré baixa. Em 2014, os restos de troncos mais altos apareceram depois de 45 séculos. Mas, os moradores da região disseram que logo eles foram cobertos por areia novamente.

Naquele mesmo ano, os cientistas identificaram algumas espécies dos troncos que foram expostas. Eles encontraram vestígios de pinheiro, amieiro, carvalho e bétula.

Segundo reza a lenda, a região da floresta era protegida por uma grande represa. Um dia, o guarda, encarregado de vigiar as comportas, acabou se embriagando e não percebeu que uma grande tempestade se aproximava. Com as comportas abertas, ele não viu quando a água do mar entrou e inundou completamente as terras. Como consequência, o rei e todos os habitantes da cidade tiveram que deixar as suas terras prósperas para sempre.

O reaparecimento da floresta

Depois da grande tempestade Hannah, os vestígios da floresta pré-histórica reaparecem. E junto com ela, também os restos de uma cidade galesa do século XVI. Foram encontrados ainda ossos fossilizados de humanos e animais, como gado, criados por agricultores daquela época e pegadas humanas. Esses vestígios só sobreviveram aos anos graças a turfa ácida, que cobriu as terras durante todo esse tempo. Como a acidez dela deixa o oxigênio separado, isso ajuda a manter as bactérias responsáveis pela decomposição distantes.

Hoje, as florestas submersas de e Cantre"r Gwaelod fazem parte da paisagem local do litoral galês. São mais de três quilômetros com restos da antiga floresta.




Matérias selecionadas especialmente para você

Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+