Desde que o homem foi à lua, as expedições e explorações do espaço sempre pairaram a humanidade. Os humanos sonham em ir para Marte, praticamente desde quando o planeta foi descoberto.

Depois da Terra, Marte é o mais popular, e isso por vários motivos. Algumas pessoas alimentam a teoria de que há vida no enorme planeta vermelha. Outras dizem que os extraterrestres, que vemos em tantas histórias, partiram de lá. Já os cientistas o veem com outros olhos e estudam a possibilidade de habitá-lo.

E o Planeta Vermelho estará bem perto de nós. Ele estará a 62,1 milhões de quilômetros de distância da Terra. Isso é o mais próximo que ele vai estar de nós nos próximos 15 anos.

Se você é uma pessoa que gosta de olhar as estrelas o céu estará extremamente belo. Já que Marte será brilhante, grande e fácil de ver sem precisar de um telescópio.

Perto da Terra

Publicidade
continue a leitura

Nessa terça-feira é o dia que nós estaremos mais perto de Marte. Isso acontece de vez em quando porque a Terra e Marte estão em órbitas ligeiramente elípticas e isso faz com que, às vezes, eles fiquem perto um do outro.

O encontro mais perto é quando nosso planeta está mais distante do sol e Marte mais perto do sol. Nesse ponto, os dois planetas estariam separados por 54,6 milhões de quilômetros.

Quando os planetas estão nessa posição isso é chamado de "oposição" e acontece a cada dois anos ou mais. Mas nunca foi gravado quando esse ponto mais próximo aconteceu.

O mais perto que Marte esteve de nós foi registrado em 2003, quando a distância entre os dois planetas era de 55,7 milhões d quilômetros. Em 2018, o Planeta Vermelho também estava perto da Terra a 57,6 milhões de quilômetros.

Publicidade
continue a leitura

Entretanto, estamos ficando cada vez mais desalinhados com Marte. E essa aproximação não vai começar de novo até 2029. E o ano em que ficaremos mais próximos de Marte será em 2035 a 56,9 milhões de quilômetros.

Missões

Justamente por essa razão que as agências espaciais aproveitam essa menor distância para enviar missões para o Planeta Vermelho. E vimos várias missões para Marte esse ano.

Publicidade
continue a leitura

Por exemplo, a Mars One estava planejando lançar uma sonda esse ano mais não o fez. Contudo, três missões decolaram com sucesso. O rover Perseverance, da NASA, já está quase na metade da sua jornada. E duas outras missões foram enviadas na mesma janela de tempo.

As próximas missões, como por exemplo, o Mars Sample Return, vai viajar em 2022. Mas ele terá um caminho de 20 milhões de quilômetros a mais. Ao todo, a distância percorrida será 81,5 milhões de quilômetros.

Por isso, essa semana é uma oportunidade única para olharmos para o céu e tentar ver Marte brilhando. Coisa que não teremos de novo até 2035.

 

Publicado em: 06/10/20 13h25