Podendo ser encontrada no norte de Londres, a Spanish Nursery é uma creche que ensina desde cedo um novo idioma para as crianças. Dessa forma, quando não estão falando inglês, as crianças aprendem expressões e palavras em espanhol, como uma segunda língua. Esse tipo de ensino levanta muitas questões, como, por exemplo, será que não é cedo demais? Dito isso, muitos pais se perguntam: qual a melhor idade para se aprender um idioma novo?

De fato, a habilidade das crianças para aprender um novo idioma é realmente invejável. Sem grandes esforços, as crianças podem aprender três, quatro e até cinco línguas em uma velocidade muito maior que a de adultos. Mas, será que a infância é melhor período para se aprender um novo idioma?

Nem sempre a infância é a melhor idade para se aprender uma língua

Publicidade
continue a leitura

Como seria, para uma pessoa adulta, aprender duas ou três línguas? Realmente, uma tarefa nada fácil, e isso para não dizer quase impossível. Tendo isso em mente, muitos podem afirmar que é melhor começar a aprender uma nova língua desde cedo. No entanto, a ciência pode oferecer uma visão diferente do assunto. Dessa forma, fique tranquilo, pois nunca é tarde para aprender uma nova língua.

De maneira resumida, não há um estágio perfeito para aprender um novo idioma. Dito isso, cada fase da vida possui suas vantagens e desvantagens na hora do aprendizado. No caso dos bebês, o ouvido é muito melhor e, por isso, essas criaturinhas funcionam como verdadeiras esponjas, absorvendo tudo que ouvem. Para as crianças, a reprodução das palavras é fascinante. Assim, nesta fase, os mais novos aprendem sotaques nativos em uma velocidade realmente surpreendente.

Para os adultos, também há vantagens. Portanto, uma vez já letrados, ao aprender um idioma, adultos tendem a expandir o vocabulário de uma maneira bastante rica. O mesmo acontece em nossa própria língua, mas isso também pode ser aproveitado com novos idiomas. Contudo, para além do que a ciência tem a nos dizer, questões sociais também podem afetar o que aprendemos.

Publicidade
continue a leitura

Precisamos entender que nem tudo piora com a idade

Para Antonella Sorace, professora de desenvolvimento linguístico e diretora do centro Bilingualism Matters, da Universidade de Edimburgo,"nem tudo piora com a idade". Desse modo, precisamos abandonar estigmas e entender que cada idade possui suas vantagens e desvantagens. "Crianças pequenas são muito ruins de aprendizagem explícita, porque elas não têm controle cognitivo, atenção e capacidade de memória", afirma Sorace. "Adultos são muito melhores nisso. Então isso é algo que melhora com a idade", completa a professora.

Publicidade
continue a leitura

Pessoas mais velhas que buscam aprender um novo idioma podem se valer de sua experiência para processar novas informações. Logo, tudo é mais direto e pode ser inclusive mais rápido do que uma criança aprendendo, por exemplo. Isso acontece porque, as crianças acabam imitando muito e nem sempre isso se reflete em um aprendizado imediato.

Mas, levando as vantagens e desvantagens em consideração, citamos um estudo do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Na pesquisa, foram analisadas quase 670 mil pessoas para descobrir quando o nível de aprendizado decai. De acordo com o estudo, a melhor data para se aprender é aos 10 anos. Depois disso, o aprendizado não possui o mesmo rendimento, levanto em conta fatores sociais também. Porém, a nossa própria gramática somente é dominada completamente por volta de 30 anos, mostrando que é necessário se manter ativo e sempre estudando.

Publicado em: 21/09/20 10h44