Em Portugal, pescadores estão se arriscando para pegar uma iguaria da culinária que foi batizada de dedos de Lúcifer. O risco vale à pena quando você vê que eles estão sendo vendidos por 100 euros, cerca de 470 reais, por somente um prato.

O nome dessa iguaria é por causa de sua aparência que se assemelha a dedos grossos parecidos com garras, o que se imagina que o diabo tenha. Mas a sua aparência não é o mais interessante, mas sim que eles só conseguem crescer nas zonas entremarés, que é a área entre a água alta e baixa do mar, e as ondas os alimentam, quebrando os plânctons.

Além disso, o dedo de Lúcifer não pode ser cultivado, o que aumenta o risco para os mergulhadores que vão atrás dessa iguaria. Existem duas formas de coletá-los. Uma é descendo através de uma corda ou então mergulhando de um barco. Não há um consenso de qual é a forma menos perigosa, visto que as duas têm seus riscos.

Os que descem com a corda podem ser esmagados pelas ondas ou então cair. E os que vão de barco precisam ancorar a uma certa distância do paredão e nadar até ele, cronometrando cada esforço.

Publicidade
continue a leitura

Caça

Os mergulhadores aproveitam qualquer oportunidade climática para caçá-lo por causa de seu alto valor. “Até um dia ruim no mar é melhor que um bom dia no escritório”, disse Fernando Damas, que deixou sua carreira de designer industrial há 19 anos para virar um mergulhador.

Na Costa Vicentina, onde o dedo de Lúcifer é coletado, tem um ditado que diz “Nunca dê as costas a Deus quando mergulhar por dedos de Lúcifer”. O mergulhador profissional, João Rosário, conta que Deus, nesse caso, é o mar.

Publicidade
continue a leitura

“Quando você mergulha e vira as costas para a imprevisibilidade do oceano, você provavelmente será ferido ou morto. Há muitos casos de mergulhadores ficando inconscientes e se afogando. Os ‘sortudos’ apenas quebram um braço ou perna, ou sofrem escoriações onde as pedras cortam seus trajes de mergulho”, explica.

A colheita dos dedos de Lúcifer é totalmente regulamentada em Portugal. A Associação dos Marisqueiros da Vila do Bispo controla a colheita e emite apenas 80 licenças por ano para os mergulhadores que vivem na região ou na cidade costeira vizinha de Sagres.

Colheita

Publicidade
continue a leitura

A colheita é restrita a 15 quilos por mergulhador e os preços variam entre 30 e 60 euros dependendo da qualidade e tamanho dos dedos. E o único lugar em que a venda desse alimento é legalizada é no mercado de peixes de Sagres.

Mesmo com tantas leis, a caça dessa iguaria é grande e o negócio é bastante lucrativo. E uma curiosidade é que ela é bastante secreta. Os mergulhadores não dizem onde vão mergulhar nem mesmo para outros mergulhadores.

Outras espécies similares podem ser encontradas em algumas partes do mundo como Canadá, mas na Espanha e Portugal são uma iguaria rara. O preço dela é caro devido ao risco da coleta. O melhor jeito de comer os dedos de Lúcifer é com as mãos. É preciso rasgar a carne de seu invólucro borrachudo para comê-la. E a maneira de cozinhá-lo é colocando em água fervente com sal, pelo tempo de rezar um Pai Nosso.

Publicado em: 01/10/18 19h46