A maioria de nós sonhava em ter um bichinho de estimação quando criança, fosse ele um gato, peixe, passarinho ou cachorro. O cachorro é tido como o melhor amigo do homem e não é à toa. A lealdade do bichinho ao seu dono é gigantesca e sua presença alegra qualquer ambiente.

Igual a maioria das crianças, Nicole Grimes também queria um animalzinho. Quando ela tinha 10 anos, sua avó lhe deu um cachorrinho de surpresa. Ela batizou o cachorro de Chloe Bear, se afeiçoou ao animal e, nos quatro anos seguintes, ela e sua cadela eram inseparáveis. “Ela era uma cadela tão doce. Ela lambia meu rosto para sempre se eu não a parasse”, conta.

Mas quando Nicole fez 14 anos, seu pai levou Chloe para o Washington Area Humane Society, um abrigo de animais, porque seu novo trabalho exigia que seu escritório em casa não tivesse nenhum barulho ou distração, e ambas as coisas poderiam ser causadas por um cachorro.

Publicidade
continue a leitura

Claramente, Nicole ficou destruída, com o coração partido e não deixou de pensar em sua cachorrinha. Depois de adulta, ela até tentou ligar para a Washington Area Humane Society mas não conseguiu nenhuma informação que a ajudasse a saber aonde estaria sua cadela da infância.

Reencontro

Publicidade
continue a leitura

Foi quando um amigo de Nicole postou no Facebook que tinha uma cadela mais velha que precisava de uma casa. Nicole, já adulta e com uma filha de quatro meses, sentiu que precisava ver a cadela. "Parecia semelhante ao meu filhote quando eu era pequena. Então, por um capricho, eu disse: 'Eu vou levá-la'."

A cadela, inclusive, já era também chamada de Chloe e quando elas se encontraram, a cachorrinha foi correndo para os braços de Nicole e começou a lambê-la. Uma onda de coisas familiares começou quando as duas se aproximaram e Nicole viu que a cadela tinha as mesmas características que o seu filhote quando era criança.

Foi então que algo surpreendentemente aconteceu. Quando Nicole estava no veterinário e o número do chip de Chloe foi lido pelo técnico, ele viu que era o mesmo do filhote que ela tinha quando pequena.

Publicidade
continue a leitura

Por mais que Nicole tenha ficado arrasada quando seu pai doou sua cadela quando criança, ela ficou feliz de ter visto que seu animalzinho tinha sido bem cuidada e morava em uma ótima casa com um casal maravilhoso. E agora, o que importa é que as duas estão juntas novamente.

Publicado em: 12/12/18 13h15