icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


Nova doença, próxima da varíola, preocupa os cientistas

POR Erik Ely EM Ciência e Tecnologia 09/10/20 às 23h51

capa do post Nova doença, próxima da varíola, preocupa os cientistas

Recentemente, autoridades do Alaska identificaram uma nova doença próxima da varíola. Assim, a doença é causada por um novo vírus que pertence ao gênero dos Orthopoxvirus, ou seja, o mesmo que causa a varíola. Entretanto, seu comportamento tem sido bem diferença da doença já conhecida.

Atualmente, as autoridades identificaram o segundo caso da nova doença. No entanto, ainda há muito para ser estudado. Isso porque, os pesquisadores não sabem ao certo como ela é transmitida. De toda maneira, estima-se que seja por alguma espécie de roedor selvagem. Até o momento, as autoridades levantaram possibilidades. Mas, afirmaram que não se sabe ao certo a causa da doença.

Tudo começou em agosto deste ano

Em agosto, um paciente apresentou o primeiro sintoma. Dessa forma, médicos encontraram uma lesão acinzentada no braço esquerda do paciente. Além disso, a lesão se encontrava cerca por um eritema. Ou seja, uma inflamação ruborizada da pele. Depois disso, eles também encontrada adenopatia, que significa o aumento dos gânglios linfáticos. Em seguida, o paciente apresentou dor no ombro, fadiga e febre noturno.

Depois de seis semanas tratando da doença, o paciente estava curado. Com isso, a área lesionada criou uma cicatriz no local do ferimento. De acordo com o paciente, ele não deixou o estado do Alaska nos últimos três anos. Além disso, nenhum dos familiares próximos ao paciente viajou para do país recentemente. De toda maneira, não existem evidências de que a doença seja contagiosa. No entanto, pesquisadores não descartaram a possibilidade.

Segundo o paciente, ele possui dois gatos em casa. E, como todo gato, eles costumam capturar pequenos roedores. Contudo, o paciente afirmou que não teve contato com os animais mortos. Outra possibilidade, é de que, seus filhos tenham levado animais mortos para dentro de casa. Isso acontece porque eles costumam atirar em pequenos roedores selvagens com uma arma de ar comprimido.

Não se sabe muito sobre a doença

Em 2015, pesquisadores lidaram com essa nova doença próxima da varíola pela primeira vez. Na época, eles chamaram ela de Alaskapox, como uma referência ao nome em inglês da doença, Smallpox. Isso aconteceu quando uma morada da Fairbank surgiu com uma pequena úlcera de bordas esbranquiçadas. Essa região estava cercada por eritema. Além disso, ela também possuía febre e fadiga. Ao todo, foram seis meses até que a lesão chegasse ao fim. Pelo que sabemos, a doença raramente afeta humanos. Por isso, o problema está no contato com outros animais.

Com esses casos, ainda não se sabe da gravidade da doença. Por isso, médicos avisam para evitar o contato com animais selvagens. Não toque. Também não se aproxime. Não os alimente com as mãos. Além disso, lave as mãos com frequência. Enquanto especialistas recomendam esses cuidados, novas pesquisas serão feitas. Com isso, será possível identificar novos casos da doença. Além de também, fatores de risco e o espectro geral da doença.

Pessoas que se encontram nessa ou em outras regiões, precisam tomar cuidado com feridas. Dessa forma, a indicação é mantê-las cobertas e secas. Nesses casos, especialistas recomendam não compartilhar itens com familiares até que o diagnóstico completo seja feito.


Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest