Ciência e Tecnologia

O maior organismo vivo da Terra está morrendo e nós somos os culpados

0

Ao contrário do que muitos pensam, o maior organismo vivo da Terra não é uma baleia ou um elefante. Na verdade, trata-se de uma árvore, ou para ser mais exato, um aglomerado de cerca de 40 mil delas, conectadas por suas raízes e que pesam cerca de 6,6 mil toneladas. Localizadas em Utah, nos EUA.

As raízes possuem cerca de 80 mil anos e são consideradas as mais antigas do mundo. O maior organismo vivo do mundo recebeu o nome de Pando. Cientistas recentemente descobriram que Pando pode estar com seus dias contados e a culpa é toda nossa. Segundo um novo estudo publicado no PLOS One, Pando não cresce há pelo menos 30 anos e isso pode ser um grande problema.

Pando

“As pessoas são as principais culpadas por isso”, afirmou Paul Rogers, da Universidade de Utah e coautor do estudo. Segundo Rogers, as pessoas que moram nos arredores, deixaram que a população de cervos e gado crescesse na região. Estes animais podem ter comido as plantas em suas pastagens, sobrando apenas árvores mais velhas.

A floresta  Utah foi dividida em três grupos: local sem controle e acesso, onde os animais viviam e se alimentavam livremente, uma que foi cercada e preservada e outra onde foram aplicadas técnicas para que as árvores pudessem crescer, removendo arbustos e queimadas sob supervisão.

Em um primeiro momento, o simples fato de retirar os animais do local já estava ajudando o lugar a se recuperar. “Mesmo onde estava cercado, onde não havia queima ou remoção de arbustos, as árvores jovens estavam crescendo”, disseram os autores da pesquisa. Entretanto, segundo Rogers, a ideia de cercar Pando não seria muito prática.

A sobrevivência

“Todos, inclusive eu, não querem cercas em volta deste bosque. Não queremos ver a natureza com todas essas cercas”. Todo o problema, segundo os pesquisadores, começou em meados do século passado quando os humanos começaram a ocupar a área. Cabanas foram construídas, e a caça de animais como os cervos foi proibida, consequentemente havendo um aumento de sua população. Sem mencionar a criação de gado.

Os cientistas, agora baseados no resultado do estudo, devem pedir o controle do número desses animais na região. Para algumas pessoas isso pode soar extremo e danoso, porém, essa pode ser a única maneira de aumentar a expectativa de vida de Pando. “O problema é real e há muitas bocas para alimentar nessa área”, afirmou Rogers.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

7 Pokémon raros e onde você pode encontrá-los

Matéria anterior

Cientistas talvez desvendaram o mistério da Ilha de Páscoa

Próxima matéria

Você pode gostar