Em 2017, as crianças dos anos 1990 puderam reviver as aventuras dos Power Rangers. Dessa vez, a história foi mais trabalhada, com nomes de peso no elenco, uma boa quantidade de efeitos especiais dignos e algumas doses de nostalgia. Desde então, há quem pergunte por onde anda a sequência do filme dos Power Rangers.

O reboot de Power Rangers não foi exatamente o sucesso que o estúdio esperava, mas também está longe de ter sido um fracasso irreversível. O filme lucrou pouco, ainda assim, conseguiu agradar os antigos fãs e despertar a curiosidade de novos admiradores.

A ambição do projeto foi tamanha que chamaram Bryan Cranston para interpretar Zordon, o que deu muito certo. Porém, o sonho não vingou. Três anos depois e nada da Lionsgate se manifestar sobre a continuação. Mas por quê?

O que aconteceu

Publicidade
continue a leitura

O que aconteceu com a sequência do filme dos Power Rangers

O que sempre pesou na hora de decidir a respeito da produção de qualquer sequência é o desempenho do primeiro filme nas bilheterias. Como dito, embora tenha sido bom, o reboot de Power Rangers lucrou pouco. A estimativa é de U$ 100 milhões de dólares em custo e cerca de U$ 140 milhões em bilheteria global. Resultado que muitos estúdios consideram uma bomba.

O grande problema da decepção no box office (via Looper), foi a confiança excessiva na marca. O estúdio considerou Power Rangers um produto feito, entretanto, não contava com os sucessos absurdos de Logan, Mulher Maravilha e Homem-Aranha: De Volta ao Lar no mesmo ano.

Acontece que, para os adultos crescidos nos anos 1990, Power Rangers realmente é um nome saudosista. Contudo, muitas crianças dos anos 2000 não fazem ideia de quem eles sejam.

Publicidade
continue a leitura

O futuro do filme dos Power Rangers

Com isso, a Saban Properties, detentora da franquia, afirmou no mesmo ano do lançamento (via Cinema Blend) que a marca continuava com a mesma força de sempre e que eles estavam confiante do seu futuro.

Publicidade
continue a leitura

Assim os anos se passaram e nada mais foi dito. Até que, recentemente, finalmente tivemos uma resposta. A Saban vendeu a franquia Power Rangers para a Hasbro que já planeja o próximo reboot da série num futuro próximo.

Ou seja, a reinicialização lançada em 2017 que, apesar de não ter agradado na bilheteria, mas conseguiu ser um filme descente, morreu ali mesmo.

Imagens: Lionsgate.

Publicado em: 26/10/20 23h03