Curiosidades

O segredo por trás do botão que os pedestres aperta para atravessar a rua que você não conhecia

0
A Prefeitura de Curitiba está testando um dispositivo que amplia a segurança para que pessoas com mobilidade reduzida atravessem os cruzamentos semaforizados da cidade. Curitiba, 16/07/2014 Foto:Cesar Brustolin/SMCS

Provavelmente você já se deparou com alguma faixa de pedestre que tinha um botão ao lado com a função de fazer o sinal fechar para os carros e você passar livremente. A intenção do botão é bem clara: interromper o trânsito para que os pedestres possam atravessar loga, assim que apertam o botão, para não precisar ficar esperando por muito tempo na rua.

Acontece que, em vários casos, não importa quantas vezes você aperte tal botão, ele não terá nenhum efeito. E você poderia ficar ainda mais surpreso se soubesse que outros botões e campainhas sem função nenhuma fazem parte de nosso dia-a-dia com frequência, só para passar a ilusão do controle.

Mas calma, não se desespere. Em algumas situações os botões tem sim funções, e mesmo que não sirvam para alguma tecnicalidade, podem ajudar o nosso cérebro e a vida em sociedade.

Trânsito

1

Em 2004, o jornal The New York Times publicou uma reportagem que relatava que a maioria dos botões em faixas de pedestre estava desativado há muito tempo, desde que os semáforos passaram a ser controlados por computador.

Por causa disso, cerca de 3 mil botões espalhados pela cidade estão ali apenas para exercer uma função placebo na mente dos pedestres da cidade. Isso porque o custo estimado de remoção de todos os sistemas custaria milhões para as autoridades, que preferiram economizar o valor e deixar os botões como estavam. Uma nova pesquisa de 2010, noticiada pela rede ABC, fez um levantamento de semáforos em três cidades e encontrou apenas um botão em funcionamento.

No Brasil, em alguns casos ainda é possível encontrar botões que funcionam, mas vários semáforos são programados para não responder o comando dos pedestres em alguns horários de maior movimento. Nessas situações, a programação ativa o sinal de pedestre em intervalos determinados de tempo, não importando quantas vezes o botão seja apertado entre eles.

Em outras ruas, no entanto, o sinal de pedestre nunca é aberto, a menos que o botão seja acionado. Mas até mesmo nesses casos, o efeito não é imediato. Mesmo em botões que funcionam, existe uma programação de tempo que pode evitar que o botão ative o sinal verde para pedestres. Caso o botão seja apertado no início de um ciclo, por exemplo, você ainda terá que esperar muito até que ele funciona. E nem adianta tentar apertar várias vezes.

Efeito placebo

2

Ainda que os botões possam não ter nenhuma função prática na influência sobre o trânsito, eles são importantes para a saúde de nosso cérebro. A explicação é da psicóloga Ellen J. Langer, especialista em ilusão de controle da Universidade de Harvard. “A percepção de controle é muito importante. Ela diminui o estresse e promove o bem-estar”, explica.

O professor da Universidade Drexel, da Filadélfia, John Kounios, ainda acrescenta à explicação dizendo que os botões são “mentiras inocentes” e não fazem mal nenhum. Mesmo sabendo que apertar os botões pode ser inútil, não signifca que vão deixar de continuar tentando. Independente de ser por causa do botão ou não, o sinal para atravessar a rua eventualmente irá abrir, recompensando o pedestre.

Você já sabe do segredo por trás dos botões, mas será que vai parar de apertá-lo? Ou será que já sabia do truque psicológico por trás dos botões?

Como você vai morrer na noite de Halloween? [Quiz]

Matéria anterior

Aprenda a parar de fumar usando bicarbonato de sódio

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.