• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Olhar de ''culpado'' do seu cachorro não significa culpa, entenda

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      14/06/19 às 16h13

A história de homens e seus fiéis companheiros é mais longa do que você pode imaginar. Tudo começou quando humanos primitivos adotaram os temíveis lobos. Através da reprodução seletiva, diversas raças de cachorros foram surgindo em diferentes partes do mundo para fazer coisas diferentes, além de nos matar de amor.

A amizade entre cachorros e seres humanos surgiu há milhares de anos atrás, e dura até hoje. Não é à toa que o cachorro é considerado o melhor amigo do homem. Eles são lindos, fofos, incríveis, amorosos e nos deixam mais felizes. E até mesmo mais saudáveis.

Todo amante de cachorro sabe o que é felicidade de chegar em casa e se deparar com o animal todo animado, esperando ansioso por seu dono. E com isso, entende o significado de amor. Mesmo que às vezes os animaizinhos possam dar um certo trabalho. No entanto, é impossível os donos não se apegarem a eles, já que a companhia dos cães se torna algo imprescindível. E a máxima de melhor amigo do homem não é apenas uma simples citação. Porque segundo a ciência, conviver com um cão traz muitos benefícios.

Ainda que a gente seja apaixonado pelos animais, nem sempre temos facilidade para nos comunicarmos com eles e entender a estranha linguagem dos cães. Em alguns momentos, a habilidade do Dr. Dolittle de falar com os animais poderia salvar uma situação que parece completamente impossível de decifrar. Já que os cachorros não conseguem converter suas necessidades em palavras entendíveis por nós humanos.

Hábitos

Existem hábitos que os nossos bichinhos fazem que nós já estamos acostumados e conseguimos decifrar. Cada animal vai desenvolvendo a sua linguagem com seu dono para que os dois se entendam e tenham o que querem no final das contas.

E também existem hábitos que são praticamente universais de todos os animais de estimação. Qualquer dono de cachorro conhece o olhar que o seu cãozinho faz, quando ele acabou de fazer uma coisa que, supostamente, não deveria ou que era proibido de fazer.

São coisas como fazer cocô no chão, mastigar uma almofada, sair andando pela casa com o rolo de papel higiênico, sujar todo o seu sofá que tinha acabado de ser limpo ou espalhado a terra de um vaso de planta pela casa inteira.

Você sabe que seu cachorro fez algo que ele não deveria ter feito e, curiosamente, ele também sabe. E como você é o dono do cachorro e um humano logo associa esse olhar a um sentimento humano: culpa.

E tudo parece se encaixar. Você deixa o seu cachorro sozinho, ele vai e faz algo que não deveria fazer e quando você volta para encontrá-lo, vê a situação. Aí você o chama e o rostinho do animal diz tudo. E, normalmente, você já pode estar falando "cachorro mau" ou alguma variação disso.

"Culpa"

Mas a verdade é que, por mais lógico que pareça, o cachorro não está sentindo culpa. O que ele está expressando é na verdade uma emoção muito mais comum e menos complexa do que a culpa, ele está com medo.

Essa afirmação é baseada em um estudo, feito em 2009, pela cientista de cognição de cães, Alexandra Horowitz. Ela também é a autora dos livros Inside of a Dog: o que os cães veem, cheiram e sabem e Ser um cão: seguindo o cão em um mundo de cheiro.

O estudo que ela fez, chamado Desambiguar o 'olhar culpado': promessas salientes para um comportamento familiar do cão, mostra justamente esse conceito feito pelos humanos para interpretar as emoções dos animais se baseando nas emoções sentidas por nós. E o que estamos fazendo é interpretar erroneamente a emoção que o animal está sentindo. E Alexandra ressalta ainda que o olhar de "culpado" é um grande exemplo disso.




Matérias selecionadas especialmente para você

Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+