• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Onde sua casa estaria há 600 milhões de anos atrás?

POR Bruno Destéfano    EM Ciência e Tecnologia      17/06/19 às 13h45

A Terra tem aproximadamente 4,5 bilhões de anos. Nesse ínterim, o espaço geográfico sofreu algumas transformações drásticas. Tanto é que, comparando as gerações milenares, os próprios continentes se organizavam de uma maneira diferente. Com o tempo, blocos extensos de terra foram se separando cada vez mais. Atualmente, reconhecemos sete continentes, não é? Há 600 milhões de anos, havia apenas um. Era possível vislumbrar apenas uma massa gigante de terra, a qual denominamos Pangeia. Imagine só se pudéssemos presenciar todas as fases das crescentes transformações que ocorreram em nosso planeta? Onde sua casa estaria há 600 milhões de anos atrás?

É difícil até de ter uma mera noção de como seria, porque a história humana é extremamente recente quando comparamos com o que o planeta já vivenciou "por conta própria". A Terra é uma imensidão de territórios carregados por inúmeras histórias que nós só podemos ter acesso por investigações e critérios de descobertas. Bem, e se eu te falar que é possível ter consciência visual de como tudo foi antes?

Pangeia é apenas um dos três supercontinentes. Os outros eram Nuna ou Columbia, e Rodínia. Todos fizeram parte das memórias de nosso planeta em algum momento ou outro. Inclusive, é improvável que nós fixemos a estrutura geográfica da maneira como a percebemos atualmente. As mudanças são cíclicas e profundamente constantes, dependendo das circunstâncias vivenciadas.

Os geólogos acreditam que existe um ciclo regular (se lento) de supercontinente, que vê massas de terra rotineiramente se desintegrarem. E. além disso, também se juntam novamente ao longo de milhões e bilhões de anos. Para falar a verdade, os especialistas afirma que o supercontinente seguinte se formará nos próximos 50 ou 200 milhões de anos. Eles já tem até o nome: Amasia.

Isso nos leva ao Ian Webster, um cientista da computação que trabalha para o banco de dados de asteroides Asterank em Mountain View, Califórnia. Ele desenvolveu um globo 3D digital ("Ancient Earth") usando dados do GPlates. Estas informações permitem que nós vejamos exatamente como o mundo se transformou ao longo dos últimos 600 milhões de anos (ou mais, chegando até 750 milhões de anos).

Melhor ainda: o programa proporciona a possibilidade de digitar seu endereço para ver onde estaria localizado nos tempos antigos. Isso inclui o Período Ediacarano há cerca de 600 milhões de anos. Nessa época, a vida multicelular estava apenas começando a aparecer nos oceanos do mundo. Também é possível averiguar o Período Devoniano, datado em 400 milhões de anos atrás. Nele, os insetos e tetrápodes realizavam a transição de espécies. O Período Jurássico, há aproximadamente 170 milhões de anos, não fica para trás.

É possível ver como era a aparência da Terra quando os insetos apareceram pela primeira vez. E os dinossauros? E quando os humanos surgiram? E o nosso país, como era? E o seu município? Onde sua casa estaria há 600 milhões de anos atrás? Sim, o sistema também lhe proporciona saciar a curiosidade em todas essas alternativas.

Existe um menu que permite saltar para eventos de destaque como a "primeira vida multicelular", " as primeiras plantas terrestres" e "os primeiros hominídeos". Vamos lhe dar uma base geral de como o sistema calcula as imagens de certas regiões do mundo em milhões de anos atrás.

Pequim/China

Viena/Áustria

Washington D.C./Estados Unidos

São Paulo (SP)/Brasil

Recife (PE)/Brasil

Brasília/Brasil

Moscou/Rússia

Hong Kong/China

Pretoria/África do Sul

Camberra/Austrália

Se interessou em fazer ainda mais descobertas, incluindo a cidade onde você nasceu? É possível acessar diretamente o site para continuar explorando (Ancient Earth). Basta selecionar a região que queira vislumbrar, seguida do período específico (ou milhões de anos atrás). Ah, e não se esqueça de deixar as suas impressões sobre os achados.




Matérias selecionadas especialmente para você

Via   IFL science  
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+