Os 7 jogos de vídeo game mais violentos de todos os tempos

POR A redação    EM Entretenimento      08/10/15 às 14h42

Violência em jogos de vídeo game tem sido um problema constante por muitos anos. A controvérsia que gira em torno a esta questão é sempre a mesma: será que este tipo de conteúdo tem algum efeito sobre a atitude ou o comportamento do jogador? Para responder a esta preocupação, as empresas de jogos implementaram um sistema de classificação para os seus títulos, com base na natureza de seu conteúdo, semelhante à maneira como fazem os estúdios de cinema e a TV.

Claro, alguns jogos são mais violentos do que outros, e você pode não querer ver seu filho de oito anos arrancando as cabeças de seus inimigos. Ainda assim, há alguns games que se destacam com relação aos demais, chocando até mesmo aqueles com idade o suficiente para jogá-los. São títulos tão violentos que até causaram polêmica em alguns países, e tenho certeza que você já deve ter jogado um ou dois.

7 - Doom (1993)

Doom

É difícil falar de games de tiro em primeira pessoa sem citar Doom. Considerado um pioneiro do gênero, este FPS não se conteve no fator violência. Você joga como um fuzileiro espacial sem nome que incansavelmente luta contra uma horda de demônios - são tantos inimigos que você vai precisar de um estoque quase ilimitado de armas. Sim, Doom ficou famoso pela vasta gama de armas diferentes para escolher (como esquecer a infame motosserra?). Para lá de qualquer dúvida, um clássico no quesito violência.

6 - The Darkness (2007)

Darkness

Matar mafiosos em um jogo de vide-game não é exatamente uma novidade, mas quando você pode invocar tentáculos demoníacos para rasgar seus oponentes membro por membro, isto definitivamente se torna algo novo. Em The Darkness você joga como Jackie Estacado, um assassino em série que adquire poderes demoníacos simplesmente conhecidos como "Escuridão". Estes poderes permitem que você faça uma série de coisas, que em sua maior parte envolve matar brutalmente seus inimigos. Quase toda a violência do game se dá pelos tentáculos que você controla, capazes de matar seus oponentes de diferentes maneiras.

5 - Dead Space (2008)

Dead Space

Este jogo de terror e sobrevivência é igualmente terrível e assustador. Diferente da maioria dos games, você não pode simplesmente atirar em seus inimigos para matá-los - você tem que desmembrá-los. Enquanto você faz seu caminho pelos corredores desolados e escuros da USG Ishimura (uma nave de mineração), o personagem principal, Isaac Clarke, encontra-se cara a cara com alguns dos monstros mais terríveis na história dos vídeo games. Com todas as armas futurísticas que o game oferece, você pode queimar, serrar, ou até espancar alienígenas até a morte. Uma das características marcantes do jogo são as formas como o personagem morre, se você não conseguir realizar as missões - os alienígenas não são nada bonzinhos.

4 - Toda a série God of War (2005-2013)

God of War

Depois de, acidentalmente, matar sua própria família, Kratos, o protagonista de God of War, embarca em uma missão longa e sangrenta em busca de vingança. Vagamente baseado na mitologia grega, este jogo de aventura e ação é conhecido por seu sistema de combate baseado em combos, quebra-cabeças e, claro, sequências cinemáticas brutalmente violentas. Se mutilar seus inimigos com um par de lâminas não é violento o suficiente, não se preocupe. Você vai fazer Kratos arrancar a cabeça de Helio com as próprias mãos, e até mesmo bater em Zeus até a morte com tanta selvageria que a tela de sua TV ficará toda coberta por sangue.

3 - Toda a série Mortal Kombat (1992-2015)

Mortal Kombat

A franquia de jogos de luta mais famosa de todo o mundo é também a responsável pelo nascimento do sistema de classificação dos jogos de vídeo game. Nos games, você luta contra seus oponentes utilizando uma longa lista de combinação de botões para executar movimentos brutais, irrealistas e impressionantes. A violência do jogo é evidente logo de cara, mas foi o seu famoso sistema de "Fatality" o verdadeiro culpado pela criação das classificações indicativas. Estes movimentos de finalização sangrentos incluem corpos incinerados, rasgados ao meio, brutalmente desmembrados, derretidos, massacrados, esmagados, trucidados... A lista é infinita e se torna mais macabra a cada novo título lançado.

2 - Manhunt (2003)

Manhunt

Dos mesmos produtores da série Grand Theft Auto, Manhunt é um jogo de horror que funciona na base da discrição. Você joga com um prisioneiro condenado ao corredor da morte que tem a chance de reconquistar sua liberdade matando uma gangue chamada "The Hoods". O jogo gira em torno de você encontrar maneiras novas e sádicas para matar seus inimigos. A violência gráfica é impensável; você pode matar as pessoas com qualquer coisa, desde sacos plásticos até pés de cabra. Toda execução parece real e horrível, tanto que ele foi proíbido em vários países e foi até acusado de inspirar um assassinato pelos meios de comunicação do Reino Unido. Até mesmo o pessoal envolvido na criação do jogo sentiu-se desconfortável durante todo o processo criativo.

1 - Postal² (2003)

Postal

Falando sobre violência em jogos de vídeo game, Postal² cruzou todas as linhas possíveis e chegou onde poucos games se atreveram a ir. Tudo é loucura neste shooter em primeira pessoa desenvolvido pelo estúdio Running With Scissors. Você joga com um personagem chamado simplesmente de "Postal Dude" para os quais são dadas tarefas mundanas, tais como comprar leite ou confessar seus pecados. E é aí que começa a violência. O jogo nunca realmente lhe diz para cometer atos violentos, mas isto logo fica óbvio. Ele apresenta uma longa lista de maneiras brutais e sádicas de matar pessoas. Você pode andar em um prédio, queimar tudo e urinar nos corpos. É realmente confuso. A controvérsia em tono do título foi absurda. A Nova Zelândia não apenas proibiu o jogo, como também o considerou uma ofensa criminal, punível com até 10 anos de prisão e uma multa de $ 275.000.

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+