CreepypastaCuriosidadesHistória

Os piores acidentes nucleares da história

0

A radiação liberada no meio ambiente pode ferir gravemente e matar pessoas e outros seres vivos. Embora o uso civil da energia nuclear gere protestos e preocupações de ambientalistas e de parte dos cientistas mais renomados do mundo, a explosão de um reator de uma usina nos moldes de uma bomba nuclear é tecnicamente impossível. Veja quais foram os piores acidentes nucleares da história:

Chernobyl, antiga URSS, atualmente Ucrânia, 26 de abril de 1986

31

O reator número 4 da usina soviética de Chernobyl, na Ucrânia, explodiu durante um teste de segurança, causando a maior catástrofe nuclear civil da história e deixando mais de 25 mil mortos. O acidente recebeu a classificação de nível máxima, 7. O combustível nuclear queimou durante 10 dias, jogando na atmosfera radionuclídeos de uma intensidade equivalente a mais de 200 bombas atômicas iguais à que caiu em Hiroshima. Três quartos da Europa foram contaminados.

Fukushima, Japão, 11 de março de 2011

https://www.youtube.com/watch?v=9k3Ofs6R9cg



O acidente nuclear ocorreu quando a usina foi atingida por um tsunami provocado por um terremoto de magnitude 9,0. A usina começou a liberar quantidades significativas de material radioativo no dia seguinte. A tragédia tornou-se o maior desastre nuclear desde o acidente nuclear de Chernobyl e o segundo acidente nuclear a chegar ao nível 7 na Escala Internacional de Acidentes Nucleares

Goiânia, Brasil, 13 de setembro de 1987

O acidente teve início quando um aparelho utilizado em radioterapias foi encontrado dentro de uma clínica abandonada, no centro de Goiânia. Foi classificado como nível 5 na Escala Internacional de Acidentes Nucleares. O acidente com Césio-137 foi o maior acidente radioativo do Brasil e o maior do mundo ocorrido fora das usinas nucleares.

No total 112.800 pessoas foram expostas aos efeitos do césio, muitas com contaminação corporal externa revertida a tempo. Destas, 129 pessoas apresentaram contaminação corporal interna e externa concreta, vindo a desenvolver sintomas e foram apenas medicadas. Porém, 49 pessoas foram internadas, sendo que 21 precisaram sofrer tratamento intensivo; destas, quatro não resistiram e acabaram morrendo. Houve onze mortes no acidente nuclear em Goiânia.

Three Mile Island, Estados Unidos, 28 de março de 1979

33

A central nuclear de Three Mile Island foi cenário de um acidente que atingiu o nível 5 na Escala Internacional de Eventos Nucleares. A usina teve um superaquecimento devido a um problema mecânico, mas não chegou a explodir. O perigo veio a seguir: os técnicos optaram pela liberação de vapor e gases. Apesar de não haver casos de mortes em razão da radiação, cerca de 25 mil pessoas entraram em contato com os gases, que foram liberados para evitar a explosão.

Chalk River, Canadá, 12 de dezembro de 1952

34

Primeiro acidente nuclear registrado no mundo. Um reator movido a urânio e resfriado a água, sofreu um acidente semelhante ao acidente de Chernobyl, só que em menor escala. No acidente nuclear, houve uma falha no desligamento do reator causando a fissão parcial do núcleo, explosão de vapor, destruição da cúpula de proteção do reator e liberando o material radioativo para o meio ambiente. Uma nuvem radioativa e água contaminada se espalharam pela região. A poluição radioativa mobilizou militares canadenses e americanos, entre eles o futuro presidente dos Estados Unidos, Jimmy Carter.

Você conhece o misterioso Triângulo das Bermudas?

Matéria anterior

21 páginas da Wikipedia que não vão te deixar dormir

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos