O nosso mundo é extremamente diverso e amplo. Há diversidade em tudo, desde os povos, culturas, à fauna e à flora. A prova disso que estamos falando é o reino animal, inclusive é o mais fácil de perceber tudo isso. Existem animais de todos os tipos, tamanhos e com funções diferentes.

Uma das maiores evoluções desde os tempos passados foi a dos pássaros. Esses "donos" do céu conseguem encantar qualquer um com suas cores, tamanhos e voos acrobáticos. Existem mais de 10 mil espécies de pássaros no mundo. A variedade é imensa, e existem pássaros de todos os tamanhos.

Cada um tem sua característica própria e consegue fascinar as pessoas por ela. Os pesquisadores descobriram um pássaro que de um lado do corpo é macho e do outro, fêmea. Esse fenômeno se chama ginandromorfismo.

A ave natural da América do Norte é a Pheucticus ludovicianus. O macho da espécie tem algumas penas rosa-avermelhadas e as fêmeas são amarelas e marrons.

No entanto, os cientistas da Powdermill Nature Reserve, nos EUA, viram esse espécime diferente. Ele tem tanto a coloração masculina quanto a feminina. Essas cores são divididas em cada metade do seu corpo.

Publicidade
continue a leitura

Descoberta

Os pesquisadores do centro de pesquisa ambiental do Carnegie Museum of Natural History, capturaram e marcaram o pássaro raro no final de setembro desse ano. Os ginandromorfos são, geneticamente, parte macho e parte fêmea. Nesse caso em específico, existe uma linha que divide aproximadamente no meio do pássaro. As características masculinas estão à direita dele e as femininas á esquerda.

Os Pheucticus ludovicianus são sexualmente dimórficos. Isso quer dizer que os machos e as fêmeas tem cores diferentes em sua plumagem. E em todos os seus 64 anos de anilhamento, que é o estudo de aves, o Avian Research Center de Powdermill registrou menos de 10 ginandromorfos.

Publicidade
continue a leitura

“Toda a equipe de anilhamento ficou muito animada em ver tal raridade de perto e está no auge desta experiência única na vida. Um deles descreveu como ‘ver um unicórnio’ e outro descreveu a adrenalina de ver algo tão notável. Todos eles estão incrivelmente gratos por fazer parte de um registro tão notável e interessante. O ginandromorfismo bilateral, embora muito incomum, é normal e fornece um excelente exemplo de um processo genético fascinante que poucas pessoas encontram”, disse Annie Lindsay, coordenadora do programa de anilhamento de pássaros em Powdermill.

“Este pássaro está em sua plumagem não reprodutiva, então na primavera do hemisfério Norte, quando estiver em sua plumagem reprodutiva, será ainda mais masculino, feminino. As cores do pássaro ficarão ainda mais vibrantes e “a linha entre o lado masculino e feminino ficará ainda mais óbvia”, continuou.

Pássaro

Publicidade
continue a leitura

Entretanto, ao contrário dos hermafroditas, os ginandromorfos são totalmente masculinos de um lado do corpo e femininos do outro. E uma pergunta muito feita é se eles conseguem procriar.

Como, normalmente, somente o ovário esquerdo é funcional nas aves, e como o lado feminino do pássaro é o esquerdo, em teoria ela poderia produzir filhotes.

Mas a capacidade de reprodução de um pássaro pode depender do fato de ele cantar como um macho. Isso, potencialmente, irá atrair fêmeas e provocar uma resposta territorial dos outros machos.

Publicado em: 09/10/20 23h49