• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Peixe com duas bocas choca pescadores

POR Arthur Porto    EM Mundo Animal      23/08/19 às 13h35

Uma mulher, que estava pescando no Lake Champlain, na fronteira entre o estado de Nova York, EUA, e Vermont, no Canadá, viveu uma experiência extremamente bizarra. Era para ser um dia normal de pescaria. Por isso, ao sentir que sua linha de pesca estava sendo puxada, Debbie Geddes, fez o que todo bom pescador faria, começou a travar uma batalha contra o peixe.

O objetivo, claro, era capturar o animal. Após vencer a batalha, Geddes, ao tirá-lo da água, levou um susto: o peixe tinha duas bocas. De acordo com a emissora ABC News, Adam Facteau, porta-voz da equipe de pesca Knotty Boys Fishing, da qual Debbie faz parte, a pescadora ficou extremamente surpresa com a descoberta.

Assim como Debbie, Facteau também disse nunca ter visto nada parecido. Para registrar o momento, Debbie fez questão de ser fotografada ao lado do animal. A foto foi publicada nas redes sociais por Facteau. De acordo com o porta-voz da equipe de pesca, os usuários começaram a bombardeá-lo com teorias que explicam o motivo do peixe ter duas bocas.

Nos comentários dos usuários, alguns acreditam que o peixe tenha sido ferido quando mais novo. Em contrapartida, de acordo com especialistas que também expressaram opinião, o animal pode ter algum problema genético. Para outros, o peixe, simplesmente, nasceu assim.

Debbie devolveu o peixe ao mar. De acordo com Facteau, o animal tinha entre 7 e 8 quilos.

Outros relatos

Não, Debbie não foi a primeira. Em 2015, um homem também capturou um peixe de duas bocas. O fato ocorreu no sul da Austrália. Na época, o pescador Garry Warrick achou o animal bizarro no Lago Bonney.

Diferente do peixe que a americana fisgou, a segunda boca do peixe encontrado na Austrália aparenta não ter função para nutrição. Além disso, o orifício está um pouco abaixo da "verdadeira".

De acordo com Warrick, "a boca de cima abre e fecha, mas a de baixo parece permanentemente aberta. Fora isso, ele se parece com um peixe normal", explicou.

Ao longo de seus 30 anos de profissão como um pescador comercial, Warrick disse estar acostumado a ver animais "deformados". Além do peixe, Warrick lembra que já pescou uma carpa com uma cabeça cuja cabeça era alongada, semelhante ao de um golfinho.

No mesmo ano, um raríssimo tubarão foi descoberto ao largo da costa de Nova Gales do Sul. A espécie, conhecida como "tubarão-duende", foi considerada um "dinossauro vivo". De acordo com especialistas, o "tubarão-duende" vive em águas próximas do fundo do Oceano, a cerca de 1.200 metros de profundidade.

A criatura foi capturada em uma rede por dois pescadores, a apenas a 609 metros abaixo da superfície da água.

Em agosto de 2016, na divisa entre Porto Mauá (Brasil) e Alba Posse (Argentina), um pescador fisgou um dourado com duas bocas. O animal pesava cerca de 2,7 kg. A teoria, aqui, segue sendo a mesma que envolve os outros peixes que foram capturados.

Provavelmente, o dourado havia sido fisgado anteriormente por um anzol, como é uma espécie que se debate bastante para se livrar quando é capturado, a parte inferior da boca deve ter rasgado.

Acredita-se que a parte esta ficou pendurada e cicatrizou-se em forma de boca.

Próxima Matéria
Via   tvsaj     nypost     Terra  
Imagens Terra tvsaj nypost
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+