Como todos nós sabemos, fazendeiros estão em constante confronto com animais selvagens, como onças e leões. Não estamos falando da caça, e sim da proteção dos animais, que os fazendeiros criam, como gados. Isso porque os felinos costumam matar esses animais para se alimentar. Inclusive, esse fato aumenta de forma significativa o risco de desaparecimento dos predadores naturais. Abordagens de baixo custo que não dependem apenas do isolamento dos animais ou matança dos predadores pode ser algo muito útil. Uma pesquisa mostrou como fazer para proteger melhor o gado desses ataques que muitas vezes são mortais.

A pesquisa foi publicada na revista científica Nature. Segundo os estudos, pintar olhos no traseiro do gado pode ser bastante eficaz para proteger os animais de ataques. Diversos felinos grandes, como onçãs, leões, tigres e leopardos, são predadores de furtivos. Eles costumam seguir suas presas sem serem percebidos e dependem do fatos surpresa para o sucesso. Alguns até desistem da presa quando são avistados por elas. Os pesquisadores colocaram essa ideia a prova no Botswana, no delta de Okavango.

Publicidade
continue a leitura

Nessa região, é muito comum os criadores perderem os animais para os predadores. Os maiores responsáveis pelas mortes de gado por lá era os leões. Em seguida, as hienas, e por fim, os leopardos. A prática de pintar olhos no traseiro do gado mostrou que, desta forma, os predadores tem chance menor de atacá-los. Isso indica que essa técnica bastante simples pode ser uma nova maneira de melhorar a convivência entre os humanos e predadores selvagens.

Porque pintar o traseiro do gado é tão interessante

Publicidade
continue a leitura

O choque entre criadores e predadores é algo considerável de extermínio de animais selvagens. Isso, em locais privados que fazem fronteira com áreas protegidas. No Btswana, os animais de criação vivem no mesmo espaço que inúmeros carnívoros selvagens. As pequenas comunidades precisam arcar com a maior parte do prejuízo por causa da convivência, quando os pequenos rebanhos são atacados. É inevitável, pois durante o dia eles precisam ser soltos para pastar.

Publicidade
continue a leitura

Durante o tempo de estudo, mais de dois mil bovinos foram pintados. Antes dos animais serem soltos de manhã para pastar, eram pintados olhos no traseiro de 1/3 deles. Eles ficavam todos na mesma região e expostos aos mesmos riscos. Os que tinham a pintura de olhos nos traseiros, tiveram uma chance muito menor de serem atacados do que os animais sem pintura ou com a pintura de um X. Na verdade, nenhum animal com a pintura de olhos foi atacado, isso porque eles pareciam estar sempre olhando para os predadores, que logo desistiam do ataque.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale lembrar que o seu feedabck é extremamente importante para o nosso crescimento. Aproveite o momento para fazer um tour pelas curiosidades do nosso site.

Publicado em: 25/08/20 15h10