Já percebeu que quase sempre, quando acordamos, acabamos esquecendo nossos sonhos da noite anterior? Mesmo que seja um sonho que longo e representativo, é comum que, assim que nossos olhos se abram, tudo vire fumaça. (Clique para entender também o significado de 8 dos pesadelos mais comuns do mundo).

Isso muitas vezes é agonizante, a gente sabe. Mas a boa notícia é que a Ciência também se preocupa com esse fenômeno e já tentou explicá-lo de algumas formas. Até mesmo o famoso pai da psicanálise, Freud, já andou por esses caminhos.

2

Publicidade
continue a leitura

Bom, uma das explicações possíveis para nosso esquecimento súbito dos sonhos é que eles não fazem sentido na nossa cabeça. Às vezes, nós sonhamos com assuntos desconexos, embaralhados, que não condizem com nossa realidade ou que, simplesmente não nos fazem sentir emoções vívidas o suficiente para serem marcantes. Esses são alguns grandes candidatos a serem esquecidos, por exemplo.

Então, de forma resumida, o que não aumenta nossa adrenalina (isso mesmo, estamos literalmente falando sobre o hormônio que causa pânico, empolgação e deixa o corpo em alerta), simplesmente não é entendido como relevante para nosso cérebro. De acordo com especialista, nós só nos recordamos daquilo que mexe com as emoções.

Publicidade
continue a leitura

1

Por isso, é muito mais fácil nos lembrarmos de um pesadelo que de um sonhozinho "água com açúcar", por exemplo. Mas isso também acontece quando estamos acordado, porque a consciência humana acaba funcionando como uma espécie de "filtro" e faz com que seja lembrado só o que é de nosso interesse direto.

Entendeu?

Publicidade
continue a leitura

3

Publicado em: 08/10/14 22h12