Curiosidades

Quais são os tipos de lágrimas que existem e por que são diferentes?

0

Você acha que existe diferença entre as lágrimas de quando você chora de tristeza e as lágrimas de quando você chora de alegria? Bom, a resposta é sim, existe! Uma fotógrafa reuniu diversas fotos microscopicamente tiradas de várias candidatos. A partir da análise ela escreveu um livro mostrando as diversas diferenças entre as amostras recolhidas. Cada categoria de lágrima possui uma química diferente, ou seja, quando choramos, cada uma de nossas lágrimas tem uma finalidade diferente para cada tipo de situação. Foi encontrado até mesmo substâncias analgésicas em certos tipos de lágrimas. Poderíamos dizer que as lágrimas levam consigo a química de nossas emoções e reações ao mundo.

Hoje a Fatos Desconhecidos traz para você um pouquinho dessas descobertas “emocionantes”. Todos nós já choramos, às vezes pouco, às vezes bastante e essa reação natural do nosso corpo sempre estará presente enquanto vivermos. Conheça então quais são os tipos de lágrimas que existem e por que são diferentes. Dá próxima vez que você chorar um pouquinho, você vai saber o que significa aquela lágrima em específico.

Lágrimas e Lágrimas

No livro “The topography of tears” (a topografia das lágrimas) de Rose-Fynn Fisher, ela registra microscopicamente o produto líquido das lágrimas. Nessa publicação foram usadas amostras dela própria e de voluntários. Foi encontrado substâncias diferentes em cada tipo de lágrima recolhida. Para cada emoção nós temos um choro diferente, ou seja, a química encontrada em cada tipo de lágrima diverge uma da outra.

Em certas lágrimas foram achadas substâncias analgésicas, que é liberado quando o corpo se estressa. Outros tipos variam em intensidade ou finalidade, nem sempre choramos por emoções.

Diferenças químicas

Segundo a autora, a químicas das lágrimas podem variar em diversas formas. elas variam em relação a sua viscosidade, configuração e até mesmo sua taxa de evaporação. Essas variantes apresentadas também podem variar até mesmo por conta da configuração do microscópio utilizado.

O fluxo lacrimal, a hidratação da córnea e dos globos oculares são controlado por camadas que existem em nossos olhos. Se analisarmos mais de perto, é possível identificar lipídios, sais minerais, complexos imunológicos e glicoproteicos. Para cada razão que choramos o balanço dessas substância se modificam. Em outras palavras, cada choro leva consigo sua singularidade química. Rose-Fynn categorizou três tipos de lágrimas que podemos “chorar”, cada qual com sua particularidade, essas são lágrimas psíquicas, basais e reflexivas

Tipos de Lágrimas

Lágrimas psíquicas são todas que possuem uma origem emocional. Colocando em outras palavras, lágrimas que derivam de sentimentos como alegria e tristeza estão dentro dessa categoria. Dá próxima vez que você chorar por conta daquela cena de Up – Nas Alturas quando a esposa do velhinho morre… Essas lágrimas são lágrimas psíquicas.

Lágrimas basais são liberadas com uma única função: hidratar e manter a sua saúde ocular. Elas são formadas pelo próprio sistema lacrimal da pessoa que em 24 horas pode liberar em torno de 0,75 a 1,1 gramas de lágrimas. “Chorar” também faz bem para as vistas, na verdade é essencial!

Lágrimas reflexivas não são as lágrimas de quando você está na “bad” viajando sobre sua existência, mas sim lágrimas expelidas por um fator externo não emocional com alguém esbarrando o dedo no seu olho. A função dessas lágrimas evitar a contaminação de substâncias estranhas ao olho. Sempre que seu olho  sofrer algum tipo de irritação, as tais lágrimas reflexivas vão estar presentes.

E aí, o que achou dessa matéria? Deixe seu comentário e até a próxima!

7 países onde você nunca vai querer ser preso e 7 prisões que são melhores que sua casa

Matéria anterior

Esboço antigo de Dragon Ball revela visual original de Goku e Bulma

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos