Atualmente, estão acompanhando a corrida para a criação da primeira vacina contra a Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2). Dessa forma, ainda não sabemos quando as vacinas estarão disponíveis para a população. No entanto, uma outra questão relacionada ao assunto também é bastante pertinente: qual será o preço das primeiras vacinas contra Covid-19?

Ao redor do mundo, diversos países estão investindo bastante na pesquisa para o desenvolvimento de uma vacina. Assim, nove vacinas já se encontram na terceira e última fase de testes, o que fazem delas as potenciais primeiras vacinas contra Covid-19. E claro, com esse cenário já é possível imaginar e até estipular possíveis valores para as vacinas.

O que falta para termos uma vacina eficaz contra a doença?

Qual será o preço das primeiras vacinas contra Covid-19?

Publicidade
continue a leitura

Com os resultados da fase 3 de segurança e eficácia, muitos países podem acelerar o processo de aprovação das vacinas. Com isso, etapas que levariam mais tempo podem ser simplificados por conta da urgência da questão. Por exemplo, temos visto isso na Rússia, na China e no Reino Unido, onde os países adotaram um procedimento para imunizantes próprios. Em todo caso, não há uma previsão para o preço final para venda das vacinas. Porém, com algumas informações de pesquisadores, podemos ter uma noção de como vai ser.

De acordo com a AstraZeneca, que atua em parceria com a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, os imunizantes serão desenvolvidos sem lucro durante a pandemia. Porém, isso não significa que a vacina será distribuída gratuitamente para o consumidor final.

Nos Estados Unidos, um acordo comercial sugere que uma dose da vacina da AstraZeneca deverá custar US$4, lembrando que serão necessárias duas doses para uma imunização completa. Em outro exemplo, países da União Europeia deverão pagar £2,20 por cada dose do imunizante. No caso do Brasil, a vacina poderá ser distribuída gratuitamente. Isso porque, o país liberou uma verba de R$ 1,5 bilhão para compra da fórmula da vacina de Oxford e produção em território nacional, que será feita pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Publicidade
continue a leitura

O que dizem outros acordos que envolvem vacinas contra Covid-19?

Qual será o preço das primeiras vacinas contra Covid-19?

No caso da Johnson & Johnson, a média da dose será de US$10, se levarmos em consideração o acordo com o governo estadunidense. No entanto, não se sabe como isso será em outros países que adquirirem a vacina. Também vale lembrar que, até o momento, a pesquisa aponta que a vacina será composta por uma dose única.

Publicidade
continue a leitura

Em outro exemplo, com base no acordo estadunidense para distribuição da Pfizer e da BioNtec, a estimativa é que essas vacinas custem cerca de US$ 19,50 cada dose. Já para Liu Jingzhen, CEO da farmacêutica Sinopharm, o custo da vacina deve ser menor que US$14,50, já somando as duas doses necessárias. Ou seja, cerca de 70 reais para cada dose da vacina.

No caso de outras empresas, os valores também são mais elevados. Por exemplo, citando a Moderna, que atua em parceria com o NIH (National Institutes of Health), o maior centro de pesquisa médico dos EUA, o valor está estimado entre US$ 32 e US$ 37. Além disso, também serão necessárias duas doses para uma imunização completa. Mas, até chegar no consumidor final, esse valor deve abaixar. Segundo Stéphane Bance, CEO da Moderna, a ideia é trazer de maneira mais acessível possível. "Estamos trabalhando com governos de todo o mundo e outros para garantir que uma vacina seja acessível, independentemente da capacidade de pagamento", afirma Bance.

Publicado em: 21/10/20 11h58