Inovação

Quarenta anos depois, o primeiro Macintosh em números

0

O Macintosh original, lançado em 24 de janeiro de 1984, comemora seu 40º aniversário nesta quarta-feira. Visionário para sua época, essa relíquia tecnológica da Apple pavimentou o caminho para os computadores modernos.

O dispositivo compacto, equipado com tela e unidade de disquete, democratizou o acesso à computação por meio de uma interface intuitiva que permitia aos usuários simplesmente clicar em ícones usando um mouse, um dispositivo dos anos 1960 que foi popularizado pelo Mac.

Antes desse avanço, apenas especialistas tinham acesso a computadores, que exigiam interações complexas por meio de linhas de comando.

Relembre um pouco dessa máquina em alguns números relevantes:

Via Flickr

1984

O lançamento do primeiro Macintosh teve uma grande celebração. Dois dias antes de chegar ao mercado, em 22 de janeiro de 1984, o computador da Apple fez uma aparição única em um dos eventos mais assistidos do mundo: o Super Bowl, a famosa final do campeonato de futebol americano.

Na época, contou com uma audiência de 77,6 milhões de telespectadores naquele ano, conforme dados do grupo Nielsen, especializado em medição de audiência.

O impactante anúncio de 60 segundos, intitulado “1984” e dirigido por Ridley Scott (conhecido por “Alien” e “Blade Runner”), foi inspirado no romance distópico “1984” de George Orwell.

A peça apresentava uma cena em que a representação de “Big Brother” e a concorrente IBM eram destruídas por uma atleta vestida nas cores da Apple.

Impulsionada por seu cofundador Steve Jobs, a icônica marca da maçã mordida investiu significativos US$ 800 mil (equivalente a US$ 2,5 milhões nos valores atuais) no espaço publicitário do Super Bowl, além de custos adicionais para a produção do vídeo, conforme revelado no livro “Apple Confidential 2.0” de Owen Linzmayer.

US$ 2.495

O pioneiro Macintosh inicialmente se posicionou como um produto de luxo, sendo lançado em 24 de janeiro de 1984 nos Estados Unidos com um preço de US$ 2.495, aproximadamente o equivalente a US$ 7.400 nos valores atuais. No entanto, sua precificação logo foi ajustada para US$ 2.195.

Comparativamente, o Mac era mais acessível em relação ao seu principal concorrente, o PC da IBM, que na época estava disponível por US$ 3.270 (equivalente a US$ 10.000 em valores atuais).

Ainda assim, o Mac era o dobro do preço do Apple II, o campeão de vendas básico da marca naquela época.

Na atualidade, os computadores Mac originais atingem valores de até 2.000 euros (quase US$ 2.200) em leilões.

Documentos internos relacionados à sua apresentação, com data de outubro de 1983, são ainda mais raros. Colecionadores pagam mais de US$ 12 mil em leilões, conforme registro de 2022 pela RR Auction.

370 mil

Em abril de 1984, conforme relato do New York Times, a Apple tinha a expectativa de vender 250 mil unidades do Macintosh naquele ano.

Embora os números oficiais fossem segredo, estimativas indicam que a empresa alcançou a marca de 372 mil unidades vendidas no primeiro ano, além de um milhão de unidades do Apple II, conforme relatos de Jeremy Reimer, um blogueiro especializado em história da tecnologia.

Esses números eram impressionantes para a época em que os computadores ainda não eram populares. Na época, representavam vendas 15 vezes menores do que as atuais vendas de computadores Apple.

No ano de 2023, o conglomerado de Cupertino, na Califórnia, registrou a venda de aproximadamente 22 milhões de unidades, abrangendo MacBooks, iMacs e outros produtos, segundo informações das consultorias Gartner e IDC. Apesar de uma participação de mercado entre 8% e 9%, a Apple mantém a quarta posição, ficando atrás de Lenovo, HP e Dell.

Via Flickr

9 polegadas

A tela do primeiro Macintosh, bem menor em comparação com as atuais, possuía 9 polegadas, aproximadamente 23 cm na diagonal.

Em contraste, os iMacs mais recentes oferecem uma tela significativamente maior, atingindo 23,5 polegadas (60 cm), enquanto alguns modelos de MacBooks apresentam telas de 16 polegadas (41 cm).

Com dimensões de 34,5 cm de altura, 24,4 cm de largura e 27,7 cm de profundidade, o primeiro Macintosh era portátil, apesar de seu peso de 7,5 kg. Ele podia ir para “qualquer lugar, até mesmo em um avião”, conforme dizia uma publicidade da AFP de janeiro de 1984.

128 kB

Por fim, o primeiro Macintosh estava equipado com 128 kB de memória RAM, o equivalente a 131 mil bytes. Essa quantidade representava, por exemplo, o tamanho de uma foto de baixa resolução ou de uma planilha do Excel muito pequena.

Atualmente, é raro encontrar computadores com menos de 8 GB (8,6 bilhões de bytes) de RAM, e o Mac Pro, o mais robusto da linha Apple, possui incríveis 192 GB de RAM, representando uma diferença de até 1,6 milhão de vezes mais em comparação com seu antecessor.

A memória RAM desempenha um papel crucial ao permitir que o computador armazene temporariamente os dados necessários para realizar uma tarefa. Quanto maior a quantidade de memória, maior a capacidade do computador para lidar com tarefas complexas e simultâneas.

 

Fonte: Folha de São Paulo

Imagens: Flickr, Flickr

O que é a anomalia magnética que atua sobre o Brasil?

Artigo anterior

Oscar 2024: veja quais filmes foram indicados

Próximo artigo