Fatos Nerd

Quem era o Lanterna Verde responsável por proteger Krypton?

0

Lanterna Verde é um título, uma posição, uma condição. Fazer parte da Tropa dos Lanterna Verde significa que você faz parte de uma força tarefa a fim de proteger o universo com o auxílio de um anel, o qual concede ao seu portador a capacidade de criar qualquer coisa que sua imaginação permitir. Dito isso, cada membro recebe um setor do espaço no qual ele se torna responsável por defender. Sendo um personagem bem popular, todas essas informações são conhecidas. No entanto, quem aqui já pensou sobre quem era o Lanterna Verde designado a proteger o setor espacial de Krypton? Caso ainda não tenha pesando nisso, nós respondemos mesmo assim.

Quando as histórias em quadrinhos de super-heróis começaram a serem escritas, os autores não tinham um material antecessor para se basear ou mesmo para admirar. Isso no início da década de quarenta. Com os anos e o sucesso do formato e de personagens, muitas pessoas ansiavam em trabalhar nessa área. Por isso, ali pela década de setenta, quando o mercado começou a se renovar, os novos nomes que entraram para o meio já tinham uma boa base de histórias para se apoiar. Ou seja, tivemos alguns fãs que realmente foram trabalhar com o que mais gostavam de fazer.

O escritor Elliot S! Maggin é uma dessas pessoas. Portanto, quando ele foi trabalhar na área, ele pensava como um fã. Ele tinha ideias e questionamentos que apenas poderiam sair de pessoas que consumiam os produtos. Um deles foi: quem era o Lanterna Verde de Krypton? Então, Maggin – baseado em uma ideia de história de Neal Adams – fez uma trama de apoio em Superman #257, com a arte de Dicks Dillin e Giordano. Na história, o Lanterna Tomar-Re (o primeiro Lanterna Verde que Hal Jordan conheceu) estava prestes a se aposentar, mas os Guardiões queriam que ele se sentisse melhor sobre o que ele considerava o maior arrependimento de sua carreira como membro da Tropa.

Acontece, que os Guardiões estavam de olho no pequeno Kal-El, a fim de torna-lo integrante da equipe um dia, quando perceberam que algo não estava certo com o planeta. Dessa maneira, eles deram a Tomar-Re a tarefa de encontrar uma solução para consertar o problema de forma discreta, já que os kryptonianos eram um tanto quando orgulhosos ao aceitarem ajuda externa. Tomar-Re estava pronto para usar o elemento que havia encontrado para ajudar na salvação de Krypton, no entanto, devido a exposição à radiação amarela, o Lanterna ficou temporariamente cego e, em consequência, não teve como proteger o planeta.

Depois de Elliot S! Maggin houve menções em história aqui e ali sobre o dia em que Krypton explodiu e onde estava os Lanternas para ajudar. No entanto, nenhuma delas chegou ao status de cânone. Grant Morrison, por exemplo, já declarou considerar a versão de Maggin uma elseword, mas nada foi confirmado. Essa é uma parte bastante intrigante dentro do universo DC Comics que poderia ser mais explorada. De qualquer forma, ter algumas ideias – mesmo que soltas – sobre o que aconteceu no trágico dia de Krypton chega a ser legal.

5 continuações de filmes animados que você não sabiam que estavam chegando

Matéria anterior

Assim é a vida acima das nuvens retratada pelo Príncipe herdeiro de Dubai

Próxima matéria

Mais em Fatos Nerd

Você pode gostar