Curiosidades

Reconstruir Notre Dame está sendo incrivelmente difícil

0

A Catedral Notre Dame, um dos templos católicos mais famosos do mundo, pegou fogo em abril de 2019. Reconstruí-la não será fácil. Arquitetos e especialistas em conservação têm uma tarefa assustadora pela frente. Embora a reconstrução da catedral seja um desafio, sua história segue sendo inspiradora.

A PBS, por exemplo, acaba de produzir um especial sobre o templo. A fim de resgatar uma história, a produção apresenta fatos inéditos sobre a catedral. “Estamos emocionados em poder mostrar como Notre Dame será reconstruída”, disse o co-produtor executivo Chris Schmidt.

Considerado pelos envolvidos como exaustivo, o planejamento para a reconstrução da catedral foi todo documentado.

O que ficou de Notre Dame

Assim como a Torre Eiffel e o Museu do Louvre, Notre Dame é um dos edifícios mais icônicos de Paris. A catedral, vítima de um incêndio no ano passado, foi construída entre 1163 e 1345. Reunidos e com os corações em lágrimas, os parisienses assistiram o templo católico ser dominado pelas chamas. Com o intuito de valorizar a história que o edifício carrega, o documentário pela PBS revela os estragos que o fogo ocasionou.

Após ter ser engolida pelo ardente fogo, a igreja foi dominada por andaimes. Hoje, em meio ao processo de restauração, os trabalhadores estão munidos de equipamentos de proteção. Além disso, muitos precisam de respiradores especiais. São esses respiradores que os ajudam limpar a bagunça sem se contaminarem.

De acordo com a produção da PBS, os vitrais, que não eram limpos a mais de 100 anos, foram sucumbidos pela poeira. O estado do edifício após o resfriamento das cinzas é inexplicável. Para evitar um colapso em potencial, os arquitetos tiveram que apelar para suportes de madeira. Sob medida, os suportes foram instalados em pontos estratégicos para aliviar a pressão.

Instaurando o moderno

Além de estabilizar o prédio, a equipe que trabalha para salvar a Notre Dame segue pistas sobre como o prédio foi construído. Em uma das cenas do documentário, é possível ver a geóloga Lise Leroux rastreando a origem das pedras que constituíam a antiga abóbada da catedral.

O trabalho de Leroux é tão fundamental quanto o dos outros envolvidos. Enquanto a geóloga busca a origem das rochas que foram usadas para a construção da catedral, especialistas em madeira analisam a origem das vigas que foram queimadas.

Segundo a produção da PBS, a estrutura de madeira que sustentava o telhado de Notre Dame foi feita com cerca de 1.300 carvalhos. Em síntese, o carvalho é um dos poucos capazes de oferecer um bom suporte estrutural.

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse que fará o possível para reconstruir a Catedral de Notre Dame no prazo estabelecido. “Reconstruiremos Notre Dame em cinco anos. Eu prometi. Faremos todo o possível para que possamos cumprir este prazo”, defendeu.

As obras estão paralisadas desde 16 de março, devido à crise do coronavírus. “Tudo está parado, mas temos uma dúzia de pessoas que garantem a segurança. Quanto ao calendário, apesar da pandemia, podemos arregaçar as mangas. Queremos cumprir nosso compromisso. A dificuldade é que não sabemos a duração do confinamento. Mas se for em torno de um ou dois meses, pretendo me atualizar”, afirmou o general Jean-Louis Georgelin, presidente do estabelecimento público de restauração de Notre Dame.

Teorias sobre Bob Esponja sugerem fórmula secreta do Hambúrguer de Siri

Matéria anterior

7 tendências de cabelo que mais bombaram em 2020

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.