Depois de serem diagnosticados e curados o da Covid-19, o casal Tom Hanks e Rita Wilson ainda vão poder ajudar muita gente. Isso porque, o sangue de Tom Hanks e Rita Wilson será usado por pesquisadores para desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus.

Há um pouco mais de um mês, o casal estava entre os primeiros famosos a contraírem a Covid-19, doença que ataca o sistema respiratório e pode ser fatal em muitos casos. Dessa forma, o casal adoeceu na Austrália, onde Tom Hanks estava gravando seu mais novo filme, que é uma cinebiografia de Elvis Presley dirigida por Baz Luhrmann.

Depois de curados, eles desenvolveram anticorpos contra a Covid-19

Publicidade
continue a leitura

Depois do susto que o casal deu nos fãs, eles permaneceram em isolamento e agora, estão completamente recuperados. Em seguida, foram autorizados a voltar para sua casa em Los Angeles. Contudo, agora que ambos estão curados, eles decidiram aproveitar a oportunidade para ajudar outras pessoas.

Ao voltar para os Estados Unidos, Tom, de 63 anos, e Rita, também com 63, se inscreveram em um estudo médico, para determinar se seu anticorpos seriam úteis para cientistas que trabalham no desenvolvimento de uma vacina. Com o resultado positivo, Hanks também brincou dizendo que a vacina deveria levar seu nome. "Perguntamos: querem o nosso sangue? Podemos doar plasma? E doaremos para lugares que desenvolverão o que gosto de chamar de hank-cina", afirmou Tom Hanks.

Publicidade
continue a leitura

Contudo, Tom Hanks também afirmou que enfrentar a doença não foi nada fácil. Mas que, para sua esposa, Rita Wilson, os sintomas foram ainda piores. Para se ter uma ideia, ela não conseguia comer, uma vez que perdeu o senso de olfato e paladar por quase um mês. Além disso, os dois sentiam um forte e contínuo enjoo. "Rita passou por um período mais difícil do que eu. Ela teve uma febre muito maior e demonstrou outros sintomas. Ela perdeu o senso de paladar e olfato. Ela não teve absolutamente nenhuma alegria em comer por um bom tempo", afirmou o ator.

Todos estão unidos para encontrar uma cura para a doença

De acordo com Rita, a recuperação do casal foi conjunta e nenhuma pessoa próxima, família ou da equipe do filme, foi diagnosticada com a doença. "Eu estava muito cansada, extremamente dolorida e desconfortável, não queria ser tocada. Então, a febre começou. Pensando nisso, estava perdendo o paladar e olfato, não tinha reparado na época", afirmou Rita.

Publicidade
continue a leitura

Com toda a repercussão do caso, Tom Hanks e Rita Wilson se tornaram um dos caso mais comentados sobre Covid-19. Mas, agora que estão curados, Hanks afirmou que não quer que outras pessoas passem pelo que ele e sua esposa passaram. "Feliz por poder ajudar na luta contra a Covid-19, que já matou mais de duzentas mil pessoas no mundo", afirmou o ator.

No Brasil, a atriz Fernanda Paes Leme decidiu procurar o Hospital Albert Einstein para oferecer plasma para doação. Há mais de um mês, a atriz foi diagnosticada com o novo coronavírus e também se encontra curada. Dessa forma, ela poderia ajudar nas pesquisas e na descoberta da cura.

Publicado em: 02/05/20 19h06