Seu WhatsApp pode ter sido hackeado sem você perceber

POR A redação    EM Ciência e Tecnologia      11/09/15 às 19h14

É impossível conhecer alguém que não tenha Whatsapp, não é verdade? Com ele, os usuários podem se comunicar com seus contatos que também têm esse software em seus smartphones, sem precisar telefonar ou enviar sms. E para a minoria que não sabe, esse aplicativo móvel existe para BlackBerry, iPhone, Nokia e Android. A utilização deste software é gratuita para telefones com pacotes com acesso à Internet ou a um plano que inclua o uso de mensagens instantâneas.

Seja roubando informações pessoais, arquivos confidenciais ou expondo a intimidade de celebridades, os hackers estão por toda parte e  tornaram-se inimigos públicos mundiais nos últimos anos. Assim como no mobile, a versão para web do WhatsApp permite que usuários enviem imagens, vídeos e arquivos de áudio entre si. Mas aí que vem o problema! As chamadas fichas de contato. Você que pensava que estava totalmente seguro ao trocar mensagens e informações via WhatsApp, está muito enganado!

Inclusive seu WhatsApp pode ser hackeado sem você perceber. Será que isso acontece? E quais são os motivos? Confira!

whatsappaaUma empresa de segurança descobriu uma falha no aplicativo que pode comprometer todas as informações dos usuários. Isso mesmo! Tudo isso porque, no final de agosto o programador da empresa CheckPoint,  Kasif Dekel descobriu uma falha no aplicativo idolatrado por milhares de pessoas. Para você que tem WhatsApp, preste muita atenção, acontece por causa de um erro no funcionamento do aplicativo que, em muitos casos, pode ser uma brecha de segurança que coloca os dados dos usuários em risco.

O programador percebeu que o WhatsApp Web, versão para desktop do aplicativo, era possível enviar um arquivo executável - mascarado de ficha de contato. Para que isto aconteça, basta que o hacker tenha um número de celular associado com a conta no aplicativo de mensagens. É muito simples que isso aconteça - o hacker pode enviar uma imagem, vídeo arquivo ou áudio contendo algum tipo de código comprometedor que se torna um arquivo executável (e maligno) ao ser aberto. Já imaginou?

Quando o código começa a funcionar, o hacker pode ter acesso a todas suas informações, além de números de celulares e instalar vários programas desconhecidos. Mas como se prevenir desse "vírus" com 200 milhões de pessoas já afetadas por ele?

opaDepois de alguns dias analisando o caso, a empresa CheckPoint, encontrou uma solução, que automaticamente a maioria da população já fez, sem mesmo saber dos hackers do aplicativo. Isso mesmo! E é simples, para não ser afetado basta você baixar e atualizar seu WhatsApp para a mais recente versão. Simples, não?

Agora devemos torcer para que esses hackers não criem uma nova maneira de invadirem nossa versão atualizada do aplicativo. Por isso a dica é: desconfie de qualquer arquivo desconhecido que receber. Caso a desconfiança seja grande, procure excluir o aplicativo e baixá-lo novamente. Todo cuidado é pouco. Afinal, não sabemos quando eles voltarão a atacar!

Fonte: TechTudo 

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+