• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


A temperatura é tão alta nesses lugares que humanos vivem em seu limite térmico

POR Arthur Porto    EM Entretenimento      31/07/19 às 22h46

As temperaturas do Reino Unido registraram as maiores marcas de calor. A mudança ocorreu após a Europa ter sido atingida por uma onda de calor pela segunda vez em um mês. Parece que não, mas as máximas de 35 °C (95 °F) são altas para os padrões do Reino Unido. No entanto, não foi apenas o Reino Unido que sentiu o aumento da temperatura. Cerca de 80% população mundial passou pela experiência.

Temperaturas recordes de calor estão sendo estabelecidas em toda a Europa, incluindo Paris. A capital da França atingiu 42,4 °C (108,3 °F), batendo o recorde anterior de 40,4 °C (104,8 °F), estabelecido em 1947. No entanto, a situação em Paris não se compara com a da Índia, cuja temperatura chegou aos 50 ° C neste verão. No Paquistão, foram confirmados 54 °C.

As ondas de calor na Europa podem ser mortais. Em 2003, cerca de 70.000 pessoas morreram. Já em 2010, mais de 50.000 mortes ocorreram somente no oeste da Rússia. Além de todos esses países, atualmente, no sul da Ásia e do Golfo Pérsico, os cidadãos vivem uma situação intolerável. Tão insuportável que testa os limites do corpo humano.

Sim, há um limite

Quando a temperatura do ar excede 35 °C, o corpo começa a eliminar água. Uma vez que a temperatura ultrapassa os 35 °C, nosso corpo deixa de transpirar. Sem meios para dissipar o calor, nossa temperatura corporal aumenta. O corpo humano resiste a atingir a temperaturas próximas de 39 ºC , durante curtos períodos de tempos. A partir de 41 ºC, o mecanismo regulador entra em colapso, assim como os tecidos e, principalmente, o cérebro. Aos 42 ºC, sobrevém a morte.

A mudança climática, nesse momento, nos oferece uma perspectiva real sobre a atual situação nas regiões que são densamente povoadas. Não é à toa que o ar-condicionado tenha se tornado o verdadeiro aliado de muitos cidadãos. Por isso, estima-se que, até 2050, a demanda por esses aparelhos aumente. Caso ocorra, a demanda por eletricidade será tão alta quanto. Será que estamos preparados para suportar tamanha demanda por eletricidade? E se começa a ocorrer blecautes em massa?

A combinação mortal

Então, o que aconteceria se combinássemos esses blecautes em massa com todo o calor extremo? Conheceríamos como um fenômeno, denominado por cientistas como "cisne cinza". O fenômeno é apenas uma suposta previsão, mas pode acontecer. A ideia surgiu a partir de estudos feitos com tempestades. Por quê? Porque os ciclones tropicais foram os responsáveis pelos maiores apagões que já ocorreram.

À medida que o clima se aquece, torna-se cada vez mais provável que estes ciclones sejam acompanhados por uma terrível onda de calor. Caso ocorra, nesse momento, a prioridade deveria ser controlar a temperatura corporal daqueles que vivenciaram tal momento. 

É possível esperarmos também outro acontecimento. O calor extremo pode impulsionar a migração. Nesse caso, a Grã-Bretanha seria a que mais sentiria as consequências, tudo por causa dos fatores ambientais que afetam a região no momento. Os desafios, agora, são outros. É preciso buscar uma solução que seja viável para todos. O mundo necessita de suporte. As áreas mais densas populacionalmente merecem uma atenção maior. E os governos, devido à tais mudanças climáticas, precisam buscar novas diretrizes.

Próxima Matéria
Via   Science Alert  
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+