• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Teste nuclear norte coreano pode ter sido 16 vezes mais forte que a bomba de Hiroshima

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      17/06/19 às 14h05

Bombas nucleares são potencialmente perigosas desde que começaram a ser fabricadas. Agora, essas armas estão ficando cada vez mais poderosas. Prova disso é o último teste nuclear subterrâneo feito pela Coreia do Norte. O teste, realizado em setembro de 2017, foi o equivalente a 250 kilotons de TNT, e se mostrou cerca de 16 vezes maior do que a bomba lançada em Hiroshima, na Segunda Guerra Mundial. Essa foi a explosão de maior magnitude já realizada no país.

Os resultados são de um estudo publicado no Journal of Geophysical Research: Solid Earth. De acordo com a nova pesquisa, a bomba nuclear, que foi detonada em lugar reservado para testes nucleares em Punggye-ri, produziu uma força que pode chegar a 328 kt. Isso significa uma força superior a qualquer outro teste já realizado no país. A Coreia do Norte vem trabalhando em armas nucleares desde 2006, e nesse último teste nos dá uma dimensão da capacidade de destruição que eles estão alcançando.

A explosão

A República Popular Democrática da Coreia do Norte se retirou do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares em 2003. E três anos depois, começou a testar suas próprias bombas. O teste nuclear, realizado em 3 de setembro de 2017, foi o sétimo conduzido pelo país. Todos os seis testes anteriores sempre mostraram uma evolução. A cada novo teste os resultados eram ainda mais fortes.

Mas o salto de cerca de 20 quilotons do último teste para 250 quilotons desse mostra um aumento significativo do potencial nuclear da Coreia do Norte.

"De 2006 a 2016, a Coreia do Norte aumentou de forma constante o tamanho dos eventos, de algo em torno de 1 quiloton para cerca de 20 quilotoneladas. Os primeiros eventos pareciam não funcionar muito bem, porque eram incomumente pequenos ", disse o coautor Thorne Lay, sismólogo da Universidade da Califórnia, em Santa Cruz. E então, em um ano, eles saltaram para 250 mil toneladas. O mais assustador é que esse era um dispositivo tão grande".

A estimativa mostra um resultado surpreendente. A explosão que chegou ao equivalente a 250 kilotons de TNT, isso é 16 vezes mais forte do que a bomba de Hiroshima. O teste desencadeou um terremoto de magnitude 6,3, o que chegou a mover uma montanha. O estrago foi tanto que a explosão subterrânea também causou danos à câmara nuclear localizada em Punggye-ri.

O estudo

Os pesquisadores usaram dados previamente compilados para elaborar as estimativas atualizadas. Para isso, eles precisaram analisar como o som viaja por meio de diferentes tipos de rocha. Uma onda sonora se comporta diferente de acordo com o tipo de rocha. A geologia da região de testes é uma área circundante não muito conhecida. Então, os pesquisadores tiveram que usar as explosões anteriores para mensurar os seus modelos atuais.

A arma usada no teste mais recente foi uma bomba de fissão reforçada ou um dispositivo de fusão. Os dois são conhecidos como sendo uma bomba termonuclear ou de hidrogênio.

"Bombas de fusões combinam núcleos de hidrogênio para formar hélio, resultando em um enorme potencial explosivo, mais forte dos quais, o Tsar Bomba em 1961, produziu mais de 50.000 quilotons", disse Lay.

Próxima Matéria
Via   Gizmodo  
Imagens G1 Uol
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+