• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

A triste realidade do turismo com animais selvagens

POR Bruno Dias    EM Mundo Animal      15/05/19 às 19h48

Muitas pessoas podem não saber o que é turismo animal e planejar suas férias, ou viagens com a família para um lugar que, na sua visão, é inofensivo. Mas o turismo animal é justamente definido como qualquer prática de lazer para pessoas, que envolva a utilização de animais. Na cabeça de algumas pessoas, pode parecer algo inofensivo. Mas na maioria das vezes, os animais sofrem com o processo de domesticação.

Nesse processo, os bichos são expostos a maus-tratos, estresse e, várias vezes, são trancados em lugares que são inapropriados para eles. Várias pessoas conheceram a verdade por trás dos famosos shows de orcas do Sea World através do documentário Blackfish. Depois que o documentário foi lançado, os lucros do parque despencaram e os shows acabaram. Além do parque informar que não criaria mais orcas em cativeiro.

No caso do Sea World, foram anos de luta entre os defensores dos animais, que apontavam os problemas e a crueldade os quais esses animais eram submetidos. E assim como o parque das orcas, os zoológicos também são lugares cheios de problemas. Os animais desses espaços, muitas vezes, são tirados de seu habitat natural e trancados em lugares pequenos, onde começam a viver sozinhos.

Zoológicos

Muitas pessoas têm uma visão errada dos zoológicos. Até porque, quem defende esses lugares, afirma que os zoológicos ajudam a preservar a vida selvagem. Mas, na verdade, é o contrário. Felizmente, com o aumento da conscientização, muitos desses estabelecimentos ao redor do mundo estão revendo as suas práticas de utilização de animais como sendo seus principais atrativos turísticos.

Um exemplo disso é o turismo que lucra com a exploração dos animais ao redor do mundo. Na Tailândia, por exemplo, é bastante comum encontrar passeios nos quais os turistas montam em elefantes. Uma coisa que, a um primeiro olhar, parece inofensivo, mas uma grande crueldade é escondida. Os animais passam por treinamentos à base de surras desde que são bebês, para que eles fiquem dóceis para deixar que montem nas suas costas.

Crueldade

Alguns lugares se intitulam como "santuários", mas muitos deles estão sendo expostos com suas práticas cruéis. Principalmente, os lugares que abrigam grandes felinos como leões e tigres. Um dos problemas desses lugares que permitem essa interação é que, normalmente, eles têm que sempre criar ou comprar constantemente novos filhotes. Porque os animais morrem com uma constância muito grande.

Os verdadeiros santuários permitem pouca ou nenhuma interação com os animais. Vários lugares ainda têm enraizados culturalmente as atrações com animais. Principalmente, no sudeste asiático, que usa bastante elefantes, tigres e macacos.

Para acabar com isso, tem que ser feito um esforço coletivo, que começa individualmente. É sempre bom pesquisar bastante sobre os lugares que você vai visitar e conferir se eles têm benefícios para os animais ao invés de incentivarem os maus-tratos.

E uma vez que esses maus-tratos estão expostos, cabe a cada um se perguntar se quer ser parte e incentivar essa prática ou não. É preciso conferir sites de proteção animal que, normalmente, têm dicas de lugares para visitar, além de ONGs e projetos que não usam desses turismo animal para sobreviver.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+