• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Veja a ''bio-cola'' em ação, um material que promete revolucionar a medicina

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      15/05/19 às 19h51

Pesquisadores chineses desenvolveram uma substância fantástica, a qual eles chamaram de bio-cola. O material pode um dia ajudar a impedir corações e artérias de sangrarem incontrolavelmente. Quando espalhada sobre uma ferida aberta e ativada com o uso de luz ultravioleta, a substância se torna um poderoso selante não tóxico.

Após ganhar a consistência de um hidrogel, a bio-cola é capaz de suportar tanto a superfície escorregadia do tecido cardíaco, quanto a sua pulsação. Entretanto, a nova substância ainda não foi testada em órgãos humanos. Porém, um protótipo foi usado em porcos e coelhos e os resultados foram superiores à suturas ou outras colas cirúrgicas atualmente disponíveis. Um estudo detalhando o desenvolvimento do material foi publicado na revista científica Nature Communications.

A bio-cola

A prova de sua eficácia, segundo os autores, é melhor observada em tempo real. No vídeo acima, a bio-cola é colocada sobre um ferimento no fígado. É possível vermos a cola se solidificando sob a luz UV, até que, finalmente, o sangramento é contido. Toda a "mágica" acontece em poucos segundos, como observado no vídeo.

"É a primeira vez que o sangramento de alta pressão de um coração batendo com buracos de penetração cardíaca de 6 milímetros de diâmetro foi rapidamente interrompido e as feridas foram seladas de maneira estável usando apenas gel de matriz dentro de 20 segundos, sem sutura", concluíram os cientistas.

Ainda de acordo com eles, existem outros materiais semelhantes à bio-cola. Embora eles contenham substâncias químicas nocivas e possam exigir suturas extras posteriormente. O que não ocorre com essa nova substância. Durante uma cirurgia em um coelho, o gel ativado pela luz interrompeu um sangramento feito por um corte em seu fígado. Uma artéria femoral do animal também recebeu reparos com a bio-cola.

Em outra cirurgia, com um porco, a artéria carótida, que havia sido perfurada, foi fechada em menos de um minuto. Além de se efetuar reparos nos buracos da parece cardíaca do bicho.

Tecnologia que salva vidas

O gel pode suportar até 290 mmHg de pressão arterial. Isso é mais alto do que a maioria dos médicos e enfermeiros costumam lidar e do que outras colas suportam. Por ser baseada na estrutura do tecido conjuntivo humano, a bio-cola é compatível com órgãos internos e artérias. O que a permite se unir mais facilmente às paredes cardíacas e artérias.

Todos os três porcos que passaram por cirurgias onde a bio-cola foi utilizada, sobreviveram. Após duas semanas do procedimento, os animais mostraram sinais naturais de cura e pouca inflamação.

"O hidrogel também selou a ferida cardíaca após duas semanas, e quase nenhuma necrose e muito pouca inflamação foram observadas na interface da ferida, o que confirma a excelente biocompatibilidade do hidrogel matriz", escreveram os autores do estudo.

A comunidade científica está bastante animada com o potencial da bio-cola para situações de emergência e probabilidades cirúrgicas. De acordo com o engenheiro de tecidos Hongwei Ouyang, um dos autores do estudo, o material pode estar pronto para o uso humano muito em breve.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Via   Science Alert  
Imagens Nature
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+