• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

A verdade por trás de 7 fotografias históricas

POR Thamyris Fernandes    EM Curiosidades      18/09/14 às 14h54

Não dá para explicar direito o porquê, mas há fotos por aí que se tornam famosas e que se fazem presentes por várias gerações. O engraçado é que mesmo se tratando de pessoas famosas, como na icônica foto de Einstein mostrando a língua (clique aqui para ver 50 incríveis fotos históricas); não dá para saber exatamente o que estava acontecendo no momento do registro, como o motivo do sorriso, do choro ou da pose escolhida.

Hoje, no entanto, os segredos escondidos por trás de 7  fotos histórias e curiosas vão ser desvendados. Confira na lista abaixo e saiba de uma vez por todas o que estava acontecendo nos momentos em que essas imagens foram registradas:

1. Almoço na construção de um arranha-céu

1

Essa é uma das fotos mais conhecidas de todos os tempos e uma das mais polêmicas também. Isso porque inúmeras vezes, especialmente na internet, as pessoas já contestaram a veracidade do registro, dizendo se tratar de uma montagem. Acontece, no entanto, que dessa vez os céticos estavam errados.

Na realidade, essa foto foi feita no piso 69 do edifício de um prédio que estava em construção, no ano de 1932. Feita por Charles Ebbets, a imagem mostra 11 trabalhadores na pausa para o almoço. Aliás, para tirar quaisquer dúvidas que ainda ficaram, a maioria dos homens foi identificada pelos membros de suas famílias.

Nesse mesmo dia, uma outra foto foi feita retratando os mesmos trabalhadores, que mostrava como eles se deitavam na viga suspensa há vários metros do chão, sem nenhum problema. A fotografia então, ficou intitulada "homens dormindo em uma viga".

2

2. A força feminina na Guerra

3

J. Howard Miller é o autor dessa obra, realizada em 1941. Ele foi contratado para produzir séries fotográficas que ajudassem a divulgar a empresa War Production Coordinating Committee, que produzi materiais bélicos. O mais engraçado disso tudo é que este pôster, que hoje é conhecido com o nome "Rosie the Riveter", não mantinha relação alguma com a imagem no momento em que foi lançado.

Somente um ano depois, quando se lançou a música patriótica "Rosie the Riveter", o público entendeu a mensagem e o cartaz, finalmente, se tornou um símbolo das mulheres que produziam material de guerra e assumiram postos anteriormente masculinos. Até porque nessa época, a maioria dos homens americanos estavam servindo as forças armadas.

Outra curiosidade sobre a foto e, claro, sobre o cartaz é o nome da moça que neles aparece. Ela era Geraldine Dolye, trabalhadora de uma fábrica. Mas ela só ficou sabendo que sua imagem estava sendo publicada em 1984, quando foleava a revista "Modern Maturity" e viu um artigo que a relacionava com a foto do pôster.

3. Farrah Fawcett

4

Quando a bela Farrah Fawcett posou para essa foto, ela ainda era uma mera desconhecida, apesar de fazer trabalhos comerciais. Seus agentes, no entanto, queriam que ela fizesse uma foto de biquíni e contrataram o fotógrafo independente Bruce McBroom.

Como faria qualquer pessoa comum, Fawcett arrumou os cabelos e fez a maquiagem sem qualquer ajuda profissional. Ela também fez a escolha de seu maiô, depois de provar várias outras peças Segundo contam, a preocupação da atriz - que se tornaria musa do seriado As Panteras - era encobrir uma cicatriz de infância.

Depois da foto, os agentes provaram que estavam certos. O trabalho de Farrah virou cartaz, em 1976; e vendeu 12 milhões de cópias.

4. Lord Kitchener te quer

5

Essa cartaz americano famoso.apareceu pela primeira em 1914 e foi usado para incentivar o recrutamento militar. Nele, aparece o secretário de Estado para a Guerra, Lord Kitchener.

A primeira publicação da foto foi feita na porta do "London Opinion". E, por incrível que parece, durante o mês em que ficou exposto, o país teve o maior número de voluntários para o exército. Esse fato, aliás, foi o que garantiu à Comissão Parlamentar de Recrutamento a permissão para utilizar o desenho em formato de pôster.

Em 1916, Com a Lord Kitchener, em 1916 (quando o navio de guerra que o levava para as negociações na Rússia foi afundado por uma mina alemã), o cartaz se converteu em inspiração para o legendário Tio Sam e seu cartaz "I Want You for the US Army" (Eu quero você no exército, em tradução livre), que os Estados Unidos utilizaram para a Primeira e a Segunda Guerra Mundial.

5. Albert Einstein

7

A imagem irreverente do famoso cientista com a língua de fora corre o mundo até hoje, em embora tenha sido tirada em março de 1951. O ator da imagem foi o fotógrafo da UPI Arthur Sasse, que retratou Einstein depois de um evento em Princeton, em comemoração ao seu aniversário de 72 anos do estudioso.

Acontece, no entanto, que o velhinho estava cansado de sorrir o dia todo e tentou colocar um ponto final nas sessões de fotos.  Mas, nem isso afastou os fotógrafos. Foi então que a língua de Einstein foi eternizada: ele a colocou para fora, ironizando o paparazzos inconvenientes.

Apesar do mau humor do dia, o cientista gostou tanto da foto que a recortou, cortando as demais pessoas que estava no carro e mostrando apenas seu rosto. Depois disso, ele mesmo mandou fazer várias cópias e enviou a imagem em cartões aos seus amigos.

Só para saber: na imagem original o acompanhavam o dr. Frank Aydelotte, ex-diretor do Instituto de Estudos Avançados, e sua mulher.

6.  Che Guevara

8

Conhecida como "guerrilheiro heroico", a famosa foto de Che foi feita em Havana, Cuba, em 5 de março de 1960, por Alberto Korda. A imagem foi registrada quando Guevara apareceu em um discurso de Fidel Castro, em homenagem às vítimas da explosão de La Coubre.

Oito anos depois desse dia, em 1968, o artista irlandês Jim Fitzpatrick teve a ideia de fazer a adaptação da foto, hoje em dia tão famosa quando a imagem original. Esse trabalho, aliás, está entre as 10 melhores imagens icônicas do mundo, ao lado da Mona Lisa, de Da Vinci.

7. Ali versus Liston

9

Em 25 de março de 1965, foi feita uma das melhores fotografias da carreira de Neil Leiferdo. Isso porque ele foi o responsável pelo registros da luta icônica de Muhammad Ali e Sonny Listonem, em Lewiston, Maine.

Essa imagem também guarda uma das maiores polêmicas do mundo do box, uma vez que muitos acreditam que a queda de Liston na lona, na metade do primeiro round, não foi legítima. No momento da foto, Ali, gritava a Liston: "Levante-se e lute, estúpido!".

Próxima Matéria
Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+