icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


Você poderá ver a Lua brilhando com Saturno, Marte e Júpiter essa semana

POR Erik Ely EM Ciência e Tecnologia 14/04/20 às 21h29

capa do post Você poderá ver a Lua brilhando com Saturno, Marte e Júpiter essa semana

Nos dias 14, 15 e 16 de abril, você poderá ver a Lua brilhando com Saturno, Marte e Júpiter. Isso acontecerá nas horas antes do amanhecer. Nesse momento, será possível ver os planetas dançando ao redor da Lua. Por isso, separe seu telescópio e deixe tudo preparado para não perder esses eventos.

Nessa terça-feira de manhã (14 de abril), a Lua se moveu em direção ao maior planeta do nosso sistema solar, o gigante Júpiter. Depois disso, na quarta-feira (15 de abril), a Lua se encontrará com a maravilha circular de nosso sistema planetário, Saturno. Em seguida, na quinta-feira (16 de abril), será a vez do deus da guerra, Marte, se reunir com o nosso satélite natural.

Um pouco do que já aconteceu

Por mais estejamos muito empolgados com os alinhamentos, precisamos lembra que eles são apenas uma questão de perspectiva. Isso porque, nossa lua está a cerca de 390.000 quilômetros da Terra durante esses encontros. Enquanto isso, Marte fica a 200 milhões de quilômetros, Júpiter está a 761 milhões de quilômetros e Saturno está ainda mais longe no espaço, a 1,51 bilhão de quilômetros.

No início da manhã de terça-feira, foi possível assistir o nascer da "meia" Lua ou a Lua do último trimestre. Assim, ela estava brilhando próxima de Júpiter. Por volta das 5 horas da manhã, a Lua e o planeta estavam consideravelmente mais altos na parte sul-sudeste do céu. Nesta terça-feira, foi possível quatro luas "estendidas" em uma linha quase reta de um lado do grande planeta. Elas estão, em ordem de distância de Júpiter: Io, Europa, Ganimedes e Calisto. Adicione nossa própria Lua e você terá cinco pelo preço de uma. Contudo, se você tem um telescópio, não se preocupe, pois ainda haverá mais oportunidades para usá-lo.

Na quarta-feira, será possível ver uma Lua crescente. Além disso, haverá um objeto semelhante a uma estrela que brilha com uma tonalidade branca amarelada, isso será Saturno. Bem como em Júpiter, você deve esperar até as 5 da manhã para verificar Saturno com um telescópio. Embora o planeta pareça mais baixo que Júpiter, sua imagem pode aparecer um pouco distorcida devido à turbulência atmosférica. Isso acontece devido ao grande sistema de anéis, que é inclinado 22,5 graus em relação à nossa linha de visão. Assim, o planeta também pode ser vislumbrado, em um pequeno telescópio ou binóculo de alta potência, com ampliações tão baixas quanto as de 25 de potência.

Planetas dançando ao redor da lua

Finalmente, na quinta-feira de manhã, a Lua visitará Marte. Dessa forma, ela passará 3,5 graus abaixo e à esquerda do Planeta Vermelho. Por isso, é preciso começar a olhar logo cedo. Contudo, se não for possível enxergar muita coisa, será porque Marte está se tornando cada vez mais brilhante. Atualmente, Marte brilha na magnitude +0,6, mas aumentará em quase 20 vezes o brilho entre agora e o início de outubro, à medida que se aproxima aproximadamente 800.000 km mais perto de nós a cada dia.

Júpiter e Saturno estão atualmente separados por 5,5 graus em nosso céu. Mas, nos próximos meses, essa situação vai mudar drasticamente. Em intervalos de aproximadamente 20 anos, Júpiter e Saturno se envolvem em conjunto, aproximando-se um do outro no céu da Terra. Isso porque, o movimento mais rápido ao redor do sol permite que ele ultrapasse Saturno em nosso céu. A última vez que isso aconteceu foi em maio de 2000.

No entanto, ainda este ano, acontecerá novamente. Geralmente, quando Júpiter e Saturno "se encontram", eles se aproximam um grau ou dois um do outro em nossos céus. Mas o que acontecerá em dezembro será extraordinário. Em 21 de dezembro, Júpiter e Saturno chegarão a seis minutos de arco, ou 0,1 grau um do outro. Para se ter uma ideia, isso é um quinto do diâmetro da Lua. Será de longe, o mais próximo que esses dois planetas apareceram um do outro desde o ano de 1623. Desse modo, eles estarão tão próximos que se você usar um telescópio e uma ocular de alta potência, poderá encaixar os dois planetas no mesmo campo de visão.


Próxima Matéria
Via   Space  
Imagens Space
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest