As 10 pesquisas científicas mais bizarras do mundo - Fatos Desconhecidos

As 10 pesquisas científicas mais bizarras do mundo

Ciência e Tecnologia | Curiosidades | 5 de dezembro de 2014 por Rafael Miranda

O prêmio Nobel é concedido anualmente àquelas invenções que primeiro nos fazem rir e, depois, pensar. Com essa definição, desde 1991, cientistas, economistas, médicos, leigos e inventores já receberam o Nobel Awards nas mais diversas categorias (que mudam anualmente, dependendo de quem merece o título).

A premiação não visa ofender ninguém – pelo contrário: usa de muito bom humor e sarcasmo para atrair a atenção das pessoas às pesquisas científicas. Portanto, divirta-se aqui com a seleção de algumas das dez ideias mais curiosas que já foram agraciadas com o título de “pesquisa improvável”. Confira:

1 – Os pesquisadores da Universidade de Barcelona que demonstraram que ratos as vezes não conseguem diferenciar uma pessoas falando japonês ao contrário de outra falando holandês ao contrário ganharam, em 2007, na categoria Lingüística.

50

2- Em 1993, Robert Faid, um americano de Greenville, Carolina do Sul, foi agraciado na categoria Matemática. O feito? Ele calculou a exata probabilidade (710,609,175,188,282,000 para 1) de que Mikhail Gorbachev fosse o Anticristo.

3 – Em 1996, o prêmio de Saúde pública foi concedido à Ellen Kleist, da Groenlândia, e Harald Moi, da Noruega, por sua interessante pesquisa “Transmissão de Gonorréia através de Bonecas Infláveis”.

51

4- Pesquisadores da universidade Keio, no Japão, treinaram com sucesso pombos para que eles distinguissem entre pinturas de Picasso e Monet – levando, assim, o troféu na categoria Psicologia em 1995.

5 –Em 2003, o prêmio de Medicina foi para um grupo da University College London que apresentou evidências de que o cérebro dos taxistas londrinos era mais desenvolvido do que o dos outros cidadãos.

IM000953.JPG

6- Na categoria Ciência da Computação, Chris Niswander, do Arizona, EUA, foi agraciado no ano 2000 por sua invenção PawSense, um software que detecta quando um gato está caminhando nos teclados.

7 – A categoria Nutrição de 2005 foi uma homenagem ao Dr. Yoshiro Nakamats, de Tóquio, Japão, por fotografar e analisar todas as suas refeições dos últimos 34 anos.

53

8 – O grupo que descobriu que buracos negros preenchem todos os pré-requisitos técnicos para serem a localização do inferno. (Jack Vam Impe, Rexella Van Impe do Michigan) levou o troféu em 2001 pela categoria Astrofísica.

9 – Aos responsáveis pelos experimentos que visavam descobrir por que as pessoas não gostam do som de unhas arranhando na lousa foi concedido o troféu de Acústica em 2006.

54

10 – Já em 2009, o troféu Saúde Pública ficou para Elena N. Bodnar, Raphael C. Lee e Sandra Marijan, de Chicago, que inventaram um sutiã que pode rapidamente se converter em um par de máscaras protetoras faciais (uma para a dona da lingerie e outra para alguém em necessidade próximo).

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Comentários