10 gestos que você nunca deve fazer em outros países

POR Fatos Desconhecidos (Acervo)    EM Curiosidades      23/06/15 às 16h00

Viajar pelo mundo é a oportunidade perfeita para conhecer outras culturas, no entanto em alguns momentos é preciso ter precaução.

Já que simples gestos com as mãos e os dedos, por exemplo, além de expressões ou cumprimentos comuns para você, podem ter diferentes significados em outros países.

E não se trata apenas de significados diferentes, eles podem ser também bastante ofensivos. Se você gosta de viajar ou simplesmente tem interesse em outras culturas é bom ficar atento para não fazer feio, ou pior, arranjar confusão.

1. Fazer "joinha" com o polegar

joinha

Exibir apenas o dedo polegar para cima, fazendo um joinha, no Brasil significa "ok", "sim", "tudo bem", mas em países como o Irã, por exemplo, é um ato obsceno. Já no Japão, o gesto significa homem. O joinha também é considerado ofensivo na Grécia, Russia e na África Ocidental.

2. Cruzar os dedos

cruzar

Na maioria dos países ocidentais cruzar os dedos é sinônimo de boa sorte, já que os cruzamos geralmente para torcer para que algo positivo aconteça.

No entanto, no Vietnã  cruzar os dedos pode ofender quem está na sua frente. No país, o gesto significa o órgão sexual feminino.

3. Fazer "v" com os dedos

dilma

Sinônimo de vitória e de paz em vários países, o gesto é considerado um insulto no Reino Unido, Nova Zelândia, Austrália e Irlanda.

4. Palma da mão como sinal de "pare"

pare

Estender a palma da mão com todos os dedos abertos para cima tem um significado diferente na Grécia. No país, o gesto significa que você está mandando a pessoa para o inferno.

5. Mexer o dedo indicador para chamar alguém

mão editada

Você provavelmente já deve ter usado o dedo indicador em movimento para chamar uma pessoa. Nas Filipinas esse gesto é altamente ofensivo, pois apenas os cachorros são chamados assim no país. Fazer esse gesto pode até resultar em cadeia.

6. Olhar nos olhos

olhos

Você já ouviu a expressão "diga isso olhando nos meus olhos?", para nós olhar nos olhos do outro geralmente é sinônimo de sinceridade e segurança ao falar.

Mas olhar nos olhos de alguém enquanto fala na Ásia ou Oriente Médio pode ser considerado uma falta de respeito, especialmente no caso das mulheres, já que pode ser entendido como interesse sexual.

7. "Que bebê mais lindo"

baby

Jamais esboce um elogio a um bebê de alguém do Vietnã que pertence ao grupo étnico Miao. Para eles, isso pode demonstrar um interesse demasiado bastante estranho no bebê.

8. Mascar chiclete

chiclete

Em alguns países do sudoeste asiáticos como Singapura e Japão, mascar chiclete é considerado uma violação das normas sociais e de etiqueta.

9. Tocar a cabeça

buda

Tocar a cabeça de alguém é considerado uma falta de respeito em alguns países asiáticos. Pois na cultura budista, muito presente na Tailândia e Siri Lanka, por exemplo, essa parte do corpo é considerada sagrada.

10. Arrotar depois de comer

burp

Neste caso há uma inversão. Enquanto para nós arrotar depois de comer pode ser uma falta de educação, em países como Turquia e Índia é algo comum e é deselegante não fazê-lo.

Fatos Desconhecidos (Acervo)
Acervo, matérias feitas antes do ano de 2015.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+