• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Por que os Kamikazes usavam capacete?

POR A redação    EM Curiosidades      23/06/15 às 15h37

Kamikaze era o nome dado aos pilotos de aviões japoneses carregados de explosivos cuja missão era realizar ataques suicidas contra navios dos Aliados nos momentos finais da campanha do Pacífico na Segunda Guerra Mundial.

O nome oficial era Unidade de Ataque Especial, também conhecidos pela abreviação Tokkotai ou Tokko. As unidades da marinha eram chamadas de Shinpu Tokubetsu Kogekitai (Unidade de Ataque Especial do Vento Divino), em alusão à tempestades que salvaram o Japão do ataque mongol em duas ocasiões (1247 e 1281), portanto os pilotos suicidas iriam salvar novamente o Japão de novos mongóis: os estadunidenses. O termo "kamikaze" era usado apenas pelos americanos.

Cerca de 2 525 pilotos morreram nesses ataques, causando a morte de 4 900 soldados aliados e deixando mais de 4 mil feridos. O número de navios afundados é controverso. A propaganda japonesa da época divulgava que os ataques conseguiram afundar 81 navios e danificar outros 195. A Força Aérea Americana alega que 34 barcos afundaram e 368 ficaram danificados.

História

20

A prática de tais ataques suicidas foi inserida em uma época em que os militares do Império Japonês estavam em crise. No Ataque a Pearl Harbor em dezembro de 1941 os japoneses tinham a vantagem de possuir os Mitsubishi A6M Zero, caças ageis e manobráveis que representavam uma ameaça aos norte-americanos, mas em 1943 com a introdução do F6F Hellcat a situação mudou, pois esses caças americanos possuíam uma tecnologia superior a qualquer outro caça japonês, com o uso do radar, novidades táticas e em maiores quantidades, os Estados Unidos conquistou o espaço aéreo. Na Batalha do Mar das Filipinas nos dias 19 e 20 de junho de 1944, o Império Japonês teve a baixa de cerca de 600 aviões; na Batalha de Formosa entre 10 a 20 de outubro de 1944, mais 500 aviões japoneses foram perdidos.

Em 19 de outubro de 1944, o vice-almirante Takijiro Onishi convocou uma reunião formal com vários oficiais e apresentou-lhes seus planos, defendendo o que considerava a única forma pelo qual um pequeno contingente pudesse atacar com grande eficácia, organizando ataques suicidas com os caças Mitsubishi A6M Zero armados com 250 kg de bombas para atacar porta-aviões inimigos. Assim foi feito, porém nenhum dos oficiais que preparam tais planos se ofereceu para a missão.

21

Às 10h47min de 25 de outubro de 1944 ocorreu o primeiro ataque kamikaze. Em uma esquadrilha de cinco Mitsubishi A6M Zero na Ilha de Samar (Filipinas), o líder Yukio Seki atingiu o porta-aviões USS St. Lo. Após 30 minutos, o incêndio atingiu o paiol principal do navio que se destruiu, causando a morte de 140 estadunidenses.

Seki, quando foi entrevistado pelo jornalista Onoda Masashi numa preparação à propaganda kamikaze, declarou: "Se é uma ordem, eu vou. Mas não irei morrer pelo imperador ou pelo Império Japonês. Vou morrer por minha amada esposa. Se o Japão perder ela pode acabar estuprada pelos norte-americanos. Estou morrendo por quem mais amo, para protegê-la." Os kamikazes foram considerados pela religião xintoísta oficial do Estado, espíritos guardiães da pátria.

Para quê servia o capacete?

22

O que os kamikazes usavam era uma espécie rudimentar de capacete. O objeto fazia parte do uniforme oficial do exército japonês. Era feito de couro, lona ou tecido grosso. O único objetivo do capacete era proteger do vento frio. O uniforme básico dos soldados da segunda guerra mundial também incluíam um gorro, óculos de aviação, fones e microfones para radiocomunicação.

Próxima Matéria
A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você


Fatos + Deezer (Podcast)

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+