As 11 estradas mais perigosas do mundo

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      09/02/15 às 18h28

Caminhos à beira do abismo, curvas impossíveis e obstáculos mortais. Em algumas estradas mundo afora, a viagem é um verdadeiro convite ao perigo. Ah, as estradas. Um símbolo de progresso no passado, uma metáfora da vida livre e sem regras… E um matadouro onde, a cada ano, morrem mais de 42 mil pessoas apenas no Brasil, segundo as estatísticas mais recentes.

A seguir você conhecerá as estradas mais perigosas que existem no planeta. Claro que o Brasil também entrou na lista. Veja:

Rota 5 Arica-Iquique / Chile

No extremo Norte do Chile, há um trecho de 200 km da Rota 5 que une as cidades de Arique e Iquique. Se trata de uma rota reconhecidamente perigosa pelos vales profundos, mas também por sua beleza desconcertante. O passeio é excepcional e é comum encontrar ônibus viajando em altas velocidades. Tudo isso no meio de um sol escaldante com rajadas fortes e repentinas de vento. No lados da pista não é raro encontrar "esqueletos" de veículos envolvidos em acidentes.

Sichuan-Tibet

A estrada que liga a província de Sichuan, China, e o Tibet é um caminho que está entre 4 mil e 5 mil metros de altitude. Deslizamentos de terra e avalanches de pedra são comuns. O trajeto atravessa dezenas de rios, florestas nativas e inúmeras áreas perigosas. Com 2.412 km, a estrada começa em Chengdu e termina em Lhasa, no oeste do Tibet.

Espinazo del Diablo - México

Em meio a paisagens raras e bonitas, mas também precipícios perigosos, está a chamada "Espinha do Diabo". A rota conecta as cidades de Durango e Mazatlan, no México. Com encostas íngremes e estradas estreitas, tornou-se famosa por tirar a vida de milhares de pessoas. Definida como tenebrosa, com neblina densa, sem espaço para de parar nos seus arredores, sem posto de gasolina no caminho e ainda com animais cruzando a pista de forma intempestiva. Para muitos, os 10 km de distância valem o risco. Seu nome deriva dos efeitos que são gerados pela luz e sombras em uma seção que tem barrancos nos dois lados. O que se vê é própria a silhueta do diabo.

Trollstigen - Noruega

A estrada de Trollstigen é um caminho de montanha em Rauma, na Noruega. É uma atração turística devido ao seu declive íngreme e 11 curvas fechadas. Apesar da recente expansão, veículos com mais de 12,4 metros de comprimento estão proibidos de passar. No topo há uma grande área de estacionamento que permite o motorista não só esticar as pernas, mas também contemplar as curvas e a imponente cachoeira de 320 metros de altura. A Trollstigen levou oito anos para ser construída e foi inaugurada em 1936.

Stelvio Pass - Itália

Está localizada nos Alpes italianos, perto de Bormio e Solda, a 75 km de Bolzano, perto da fronteira com a Suíça. Embora possa não ser tão arriscada como outras rotas mortais, certamente é impressionante pela quantidade de curvas, 48 no total. Um verdadeiro teste para aqueles que ficam enjoados na estrada.

Halsema - Filipinas

Esta estrada é a mais alta das Filipinas. Ela tem 241 km de extensão, liga as províncias de Baguio e Benguet no norte de Luzon. Deslizamentos de terra e rochas são comuns ao longo de toda sua extensão. Motoristas de ônibus viajam sempre em alta velocidade, o que a torna muito perigosa para veículos menores.

Estrada/túnel Guoliang - China

As montanhas fazem parte da cordilheira chinesa, que corre ao longo da borda oriental do Planalto de Loess nas províncias de Henan, Shanxi e Hebei. A cadeia se estende a 400 km de Norte a Sul e tem uma altitude média de 1.500 a 2.000 metros acima do nível do mar. Sobre ela se construiu um túnel de um quilômetro de extensão para chegar à vila de Guoliang, e abriu ao público em 1977. Tornou-se uma atração turística popular na China, mas é extremamente perigosa nas estações chuvosas.

Yakutsk - Rússia

A estrada federal russa que liga Moscou a Yakutsk registou a temperatura mais baixa já registrada fora da Antártida: -45º C. Nela, a maioria das casas são construídas sobre palafitas devido ao chão de concreto frio. Mas o que isso tem a ver com as estradas mais perigosas do mundo? Bem, durante o inverno - que dura cerca de 10 meses - a condução na estrada fica sujeita à neve, gelo, faixas congeladas e visibilidade reduzida. Como se isso não bastasse, o congestionamento de carros com os passageiros "presos" no trânsito são a combinação perfeita a atuação de roubos e até mesmos sequestros.

Dalton Highway - Alaska/EUA

A rodovia James Dalton é uma estrada de cascalho de 616 km de extensão e que ainda cruza lagos congelados. É a principal rota de abastecimento para os campos de petróleo de Prudhoe Bay. Os condutores dividem as pistas com caminhões que transportam cargas pesadas e geram espessas nuvens de poeira e lama, que reduzem bastante a visibilidade. Nem sinal de restaurante de beira de estrada ou postos de serviço para reabastecer ou fazer um lanchinho.

BR-116

De acordo com o último levantamento publicado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), a BR-116 é a campeã de acidentes entre as rodovias federais. Dos 20 trechos campeões de acidentes, seis fazem parte da temida "rodovia da morte", que liga Fortaleza, no Ceará, a Jaguarão, no Rio Grande do Sul. Contudo, o trecho classificado pela PRF como líder do ranking de gravidade de acidentes não fica na BR-116, mas na 101, que também percorre todo o litoral.

Camino de Las Yungas - Bolivia

É considerada a estrada mais perigosa do mundo. Com uma extensão de 80 km ligando as cidades de La Paz e a região de Yungas, na Bolívia sub-andina. É também uma das poucas rotas que ligam a Floresta Amazônica do Norte do país à cidade de La Paz. Seu percurso é caracterizado por encostas íngremes e em alguns trechos a largura pode chegar a apenas três metros. Também na região, chuva, nevoeiro, lama e deslizamentos de rochas são comuns. Um dos mais famosos acidentes ocorreu em 1983 quando um ônibus saiu da estrada e mais de 100 pessoas perderam a vida. Em média, por ano, são registrados 209 acidentes com 96 mortes.

 

Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+