Entretenimento

13 imagens incomuns que você precisa ver várias vezes para entender

0

As fotografias podem ser mais poderosas do que você imagina. Elas não ficam restritas a apresentar apenas à realidade, exatamente como a vemos, como também é capaz de sugerir novas interpretações, confundir a mente do observador, que precisará de um pouco mais de tempo e análise para entender o que de fato, a imagem está apresentando. Esse pequeno e incrível truque está nas mãos do fotógrafo, desde que aprenda a brincar com a perspectiva.

Sabe aquela imagem clássica que as pessoas tiram na Itália, como se sustentassem a Torre de Pisa? A lógica é a mesma. Para tanto é necessário calcular mais ou menos a distância ideal entre o objeto que se quer apresentar em primeiro plano, e o objeto que se quer deixar ao fundo, no segundo plano. O enquadramento, a posição, a luz, o foco, tudo isso são quesitos a se levantar para tirar uma foto com uma boa perspectiva.

Imagine uma pintura, por exemplo, como é que os pintores conseguem fazer o fundo de um céu em contrate com a terra, e até o mar? Da mesma maneira que um pintor pensa na tridimensionalidade de um quadro, o fotógrafo faz o mesmo com a composição de sua fotografia.

Com os olhos vemos o mundo tridimensional. A câmera não é capaz de captar exatamente todos esses detalhes “invisíveis”. O que ela faz é achar os planos em uma linguagem de duas dimensões. É assim que se formam as ilusões de ótica nas fotografias.

Quanto mais perto o objeto da câmera, maior ele parecerá. Por isso também é recomendado não tirar fotos de si mesmo de tão de perto, porque todos os detalhes e “defeitos” parecerão maiores e ficarão em evidência. Do mesmo modo, quanto mais longe a câmera do objeto, menor ele parecerá. Por isso a importância da posição e da distância do que se quer fotografar. Daí em diante, a criatividade fica por conta do fotógrafo: tudo é possível.

O jornal Zero Hora, trouxe para o dia do fotógrafo algumas dicas de fotógrafo para que você também tente brincar com a perspectiva. Confira:

“— Posicione os elementos que deverão ficar maiores na foto próximos à câmera.
— Posicione os elementos que deverão ficar menores na foto longe.
— Alinhe bem os dois planos.
— Quanto menos elementos aparecerem na foto, mais fácil será de tornar a ilusão de ótica mais realista.
— Abuse da profundidade de campo, deixando todos os planos com foco. Para aqueles que utilizam aplicativos que possibilitam o controle manual da máquina ou quem tem uma máquina fotográfica com programação manual, deve-se deixar o diafragma (o “F” da máquina) o mais fechado possível, pois isto ampliará a profundidade de campo, evitando que os elementos do segundo plano fiquem desfocados. Isso torna a ilusão mais verídica.”

Para você ficar inspirado, aqui vai uma lista com 10 imagens incríveis que vão confundir a sua cabeça:

#1 – Perturbação visual em uma poça d’água

#2 – Seria o céu?

#3 – Árvores gigantescas

#4 – “Ufa! Achei que era um furacão.”

#5 – Um urso partido ao meio

#6 – Duas cabeças pensam melhor que uma

#7 – O lado certo

#8 – Que truque é esse?

#9 – Uma piscina?

#10  – Flutuando no espaço

#11 – Um filhote de camelo está pisando sobre a mãe?

#12 – O equilibrista

#13 – Uma árvore de algodão

Incrível o que a perspectiva pode fazer pela fotografia. Se você gostou das imagens, não esqueça de deixar o seu comentário. Aproveite também para compartilhar a matéria com seus amigos.

De quem é a Antártida?

Matéria anterior

Conheça a quarta integrante das Meninas Super Poderosas

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.