Fatos Nerd

6 motivos pelos quais todo nerd deveria ler HQ

0

Hoje ser nerd é algo para se orgulhar. Os nerds não precisam mais se esconder nas sombras; eles podem andar sob sol de cabeça erguida, com um quadrinho em mãos, all star no pé e uma camiseta temática, tudo isso sem ser julgado. O tempo mudou e está bom demais. Infelizmente, ser nerd se tornou algo chamado “modinha”, por isso, muitas pessoas adoram exibir de frente esse nome, porém, não carregam a responsabilidade de ser um.

As histórias em quadrinhos são um elemento fundamental na nerdice, sem elas, não teríamos tantos heróis no cinema e na televisão hoje. Mesmo assim, muitas pessoas que se nomeiam nerds desconhecem esse hábito de ler quadrinhos, quase uma heresia! Ficar exclusivamente nos filmes não vale, se você quer entrar nessa vida, abrace-a.

E por favor, não venham com o papo furado – e retrógrado – de que quadrinhos é coisa de criança. Esse é um argumento muito anos sessenta. Por isso, se você começou nesse mundo agora ou já está nele e acredita que não há necessidade para ler quadrinhos, acompanhe a lista abaixo e tente abrir sua mente.

1 – Diversão

É simples assim. Quadrinhos são divertidos. A razão geral para pegar um livro (por vontade própria) é para o prazer. Este fato não diminui os outros benefícios, mas sim os melhora. Com os quadrinhos, nós nos perdemos, mesmo que por um curto período de tempo, em um universo cheio de maravilha e emoção. Eles nos fornecem uma boa dose de “bem vs. mal” e tudo bem se nós já sabemos que, a maioria das vezes, o lado do bem vai vencer, que o cara com S no peito será o grande vitorioso no fim, mas a magia está em como ele faz isso. Todo o processo e desenvolvimento pelos quais os personagens passam, vale cada minuto de leitura. Sem contar que com o passar do tempo, alguns heróis se adaptam ao novo mundo, as novas regras e obscuridades da sociedade e isso é algo extremamente incentivados.

2 – Influência

Os quadrinhos tiveram influencias inesperadas sobre as pessoas. É realmente incrível quando você descobre o número de pessoas que atribuíram seu sucesso (pessoal e/ou profissional) a essa arte. De atores e atrizes como Nicolas Cage, Catherine Zeta Jones e Michael Douglas a escritores de fantasias e designers, são apenas alguns exemplos de pessoas assim.

Os quadrinhos oferecem aos leitores um mundo no qual pessoas comuns chega a um ponto em que são capazes de fazer coisas extraordinárias. Ela começam a pensar no que realmente é possível, personagens de quadrinhos já trabalhavam com computadores e outros meios de tecnologia muito antes delas existirem, isso instiga o leitor a querer mais. As HQs acabam que são um material que estimula a curiosidade e a realização sociológica.

3 – Inspiração

Além de nos fornecer ideias de possibilidade, os quadrinhos também – de uma forma mais direta – nos levam a agira. Desde a década de quarenta, os quadrinhos são usados como meio para direcionar o foco das massas em problemas cotidianos e para provocar uma resposta desejada. Durante a Segunda Guerra Mundial, por exemplo, os quadrinhos foram usados para invocar emoções de patriotismo e apoio ao esforço de guerra americano.

Outro exemplo é, atualmente badalado, Stan Lee. Nas páginas de seus quadrinhos, ele abordou astutamente as questões diárias enfrentadas pela sociedade nas décadas de sessenta e setenta. Ou exemplo bastante negativo eram (ainda são) os quadrinhos de X-Men. Depois de lê-los e ir para a escola ou qualquer outro ambiente social e se deparar com pessoas de outra etnia, raça ou mesmo com alguma deficiência física, não era tão terrível como se imaginaria. Isso é muito importante. E a lista poderia continuar.

4 – Imagens

Dizem que uma imagem vale mais que mil palavras, com os quadrinhos isso é elevado a máxima potência. Como um meio visual, a indústria de quadrinhos produziu alguns dos melhores artistas do nosso tempo, eles são responsáveis por fazer a mágica acontecer. Segundo estudos científico, os humanos respondem de forma muito básica e fundamental a imagens, algo que a ciência chama de “criaturas visuais”. Esse é um dos motivos pelos quais achamos quadrinhos uma forma de arte convincente, eles elevam nosso “olho artístico”.

5 – Material de origem

Tudo bem que um filme, mesmo sendo adaptação, deve funcionar por si só, contudo é muito mais legal quando se conhece a fonte de origem. Já tendo lido os quadrinhos, somos capazes de saber o que vem nos filmes, podemos ficar mais excitados que o normal e fazer mais pressão para que estúdios realizem as adaptações de forma correta. Saber de onde veio o filmes como Vingadores, Batman vs. Superman, Mulher Maravilha, Capitão América é uma das melhores sensações que um verdadeiro nerd pode ter.

6 – Relevância

O americano Lee Standberry realizou um estudo no qual acompanhou a evolução dos quadrinhos nos Estados Unidos de acordo com sociedade. Segundo ele: “desde a década de quarenta nossa sociedade experimentou uma série de mudanças sociais. Nós lidamos com guerra, depressões, recuperação econômica, mais guerras, direitos civis, direitos de gênero, direito ao amor, epidemias de drogas e assim por diante. Essas questões e os desafios que o cercavam não escaparam aos radares dos escritores e editores de quadrinhos”.

Standberry faz um apanhado das décadas: os anos 40 eram quadrinhos eram usados como plataforma de propaganda para a guerra. Nos anos 50 foi a vez do desenvolvimento imaginativo da ficção científica. Os 60 foi a vez de abordar a intolerância racial. As mulheres chegaram e assumiram um papel mais ativo no quadrinhos nos anos 70, enquanto nos 80 foi a vez da violência ser mais explorada. Esses paralelos continuam até hoje. Os quadrinhos, de uma forma ou de outra, sempre trabalham com temas atuais e relevantes para a sociedade.

Perguntas agora para os nerds que não se negam: gostaram da lista? Acrescentariam mais algum item? E para os que ainda não são adeptos da leitura de HQ, esperamos que a lista incentive uma reviravolta positiva em sua vida nerd.

7 segredos que os cirurgiões plásticos nunca vão te dizer

Matéria anterior

5 heróis que provavelmente vão morrer em Vingadores: Guerra Infinita

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos