Entretenimento

7 segredos que os cirurgiões plásticos nunca vão te dizer

0

A cirurgia plástica é capaz de modificar o corpo e a aparência das pessoas em questão de alguns procedimentos. Quem já se submeteu a um processo de cirurgia plástica foi o astro da música pop Michael Jackson. Você já imaginou como seria a aparência dele se não tivesse feito nenhuma cirurgia plástica? Aqui no site da Fatos Desconhecidos, nós já exibimos para você o resultado.

De acordo com um estudo da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética(Isaps), publicada no G1, “o Brasil é o país que mais faz cirurgias plásticas estéticas no mundo. A melhora do poder aquisitivo da população e o surgimento de novas formas de pagamento foram fatores importantes para colocar o país nessa posição.

Só em 2013, foram feitas 1,49 milhão de cirurgias plásticas no Brasil. No mesmo período, os Estados Unidos – que ficaram em segundo lugar no ranking da Isaps – fizeram 1,45 milhão de cirurgias.” O estudo aponta que as cirurgias mais procuradas são: lipoaspiração, mamoplastia e abdominoplastia.

Muitas pessoas manifestam o desejo de passar por alguma cirurgia plástica e mudar alguma parte do corpo com algum procedimento estético.

Mas antes disso precisam se consultar com o médico especialista que nem sempre aprova ou acha que a pessoa não está apta cirurgicamente.

Confira alguns segredos que os cirurgiões plásticos guardam e não te contam:

1 – Eles querem que você levem o trabalho deles muito a sério

Mesmo que esses procedimentos estejam cada vez mais acessíveis à comunidade, é necessário que todo um planejamento seja elaborado e eles precisam manter um cuidado, estudo e seriedade que muita gente não leva a sério. De acordo com o presidente da Regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica(SBCP-SP), o médico Fernando de Almeida Prado, em entrevista ao portal G1, “Cirurgia é cirurgia. Ela não deve ser banalizada, deve ser encarada com seriedade.”

2 – A beleza para eles é como uma equação matemática

Enquanto para você beleza é algo um pouco abstrato que muitas vezes a humanidade tenta padronizar, para os cirurgiões ela é vista como matemática, em outras palavras, tudo é uma questão de proporção.

Eles visualizam seu rosto com uma fórmula chamada de “máscara” que foi criada por Marquardt, em 1992, que revela onde o rosto é assimétrico. Com o tempo de experiência, eles conseguem visualizar a simetria do seu rosto intuitivamente e visualmente.

3 – Antes de querer uma cirurgia é bom que a sua saúde esteja de acordo com a sua vontade

Para os médicos, é muito importante que suas expectativas em relação ao procedimento estejam adequados à sua saúde e realidade. De acordo com o cirurgião André Mattos, “condições clínicas como pressão alta, diabetes e doenças crônicas não impedem a cirurgia, desde que estejam controladas. Alterações psicológicas podem ser impeditivas, como a visão deturpada do próprio corpo, o que pode levar a um exagero de plásticas”.

4 – Procure ajuda psicológica antes de tomar a decisão de fazer uma cirurgia ajuda bastante

De acordo com o cirurgião Alexandre Piassi Passos, do Hospital Sírio-Libanês, “o cirurgião plástico tem que fazer uma terapia breve com o paciente porque tem que perceber que certos pacientes não podem operar. É muito frequente, por exemplo, pessoas de 45, 50 anos, que se separam de uma união matrimonial e que querem operar tudo e resolver toda insatisfação pessoal na cirurgia.”

5 – O seu corpo é uma marcação para eles

Para eles, o seu corpo é uma área a ser delimitada na cirurgia como um território é marcado na topografia. De acordo com o cirurgião plástico que trabalha em Manhattan, Matthew Schulman, “estamos  desenhando marcos para nós mesmos, porque uma pessoa parece diferente quando está deitada na mesa. Eu poderia circular onde a gordura é mais espessa ou onde o mamilo está em pé.Nenhuma tinta médica especial é usada, apenas um marcador.”

6 – Eles podem fazer um trabalho perfeito na mesa de cirurgia, mas o sucesso do resultado que você busca vai depender da reação do seu corpo

O sucesso de uma cirurgia não depende só das mãos e bisturi de um cirurgião, o seu corpo é quem manda no processo também. Segundo Schulman, “todo mundo parece bem deitado, mas tentar alcançar a perfeição estética na sala de cirurgia é uma receita para o desastre. Uma das primeiras coisas que aprendemos como cirurgiões plásticos é que só porque algo parece bom na mesa não significa que ficará bem seis meses depois. Os implantes de mama, por exemplo, são colocados no lugar mais alto desejado para que eles possam ‘se acomodar’. Torná-los perfeitos durante a cirrugia significa que eles provavelmente ficarão muito para baixo uma vez que o corpo se recupera da cirurgia.” É tudo uma questão de adaptação do corpo.”

7 – Eles estimam cerca de 90 dias para a pessoa se acostumar com a nova aparência depois de uma cirurgia

De acordo com o cirurgião plástico que mora em Baltimore, Maryland, Donald Kress, leva quase 3 meses para que o paciente se acostume com a sua nova imagem no espelho. Segundo ele, em um procedimento de botox, entre outros mais simples, você está atrasando o relógio biológico de uma pessoa e ela vai se adaptar facilmente, já em um procedimento mais profundo como remodelagem e “um novo nariz, um queixo novo, você está criando uma pessoa que nunca viu antes. No dia 87, você vai ver o queixo de outra pessoa. No dia 91, é você.

O que você achou dos segredos que os cirurgiões não te contam? Você já fez/teria coragem de se submeter a um procedimento estético? Mande seu comentário para gente.

Como seriam os personagens da Disney se vivessem no mundo real

Matéria anterior

6 motivos pelos quais todo nerd deveria ler HQ

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications