7 animais bizarros que não parecem ser desse planeta

POR A redação    EM Natureza      18/09/15 às 17h12

Para alguns, animais diferentes causam grande fascino. Outros preferem nem conhecer por serem tão estranhos e bizarros - chegam a dar até nojo. Você já ouviu falar do Aye-aye, primata dos olhos esbugalhados? Esse animal possui uma série de características incomuns. Lendas urbanas falam que se o bichinho apontar o dedo para você, é um presságio de morte. Dá para imaginar?

E o Ocapi você conhece? É uma espécie de uma girafa. Isso mesmo! Mas não pense que é igual as outras - as pernas têm a mesma cor das zebras. Fica difícil de pensar nessa possibilidade, não é mesmo?

Tenho certeza que alguns animais vão virar seu estomago do avesso, outros vão fazer com que você queira passar o resto do dia com os bichinhos. Pensando nos animais mais estranhos e não conhecidos do mundo, fizemos uma lista de arrepiar. Confira os 7 animais mais bizarros desse planeta!

1. Aye-aye

d
Com olhos esbugalhados e grandes orelhas, o Aye-aye possui pelo negro e vive nas florestas de Madagascar, onde utiliza seu longo dedo médio (que parece um grande graveto)  para retirar larvas dos troncos de árvores ocas. E como foi dito anteriormente, caso ele aponte o dedo para você, cuidado! Pode ser um presságio de morte. E aí, o que você achou desse animalzinho?

2. Ocapi

animaisestranhos3Esse animal parece que é feito de Photoshop, não é mesmo? O Ocapi é conhecido como Girafa da Floresta, mas ele parece ser metade zebra. Loucura, não? Ele é nativo das florestas úmidas do nordeste da República Democrática do Congo, e era conhecido somente pelos habitantes locais até 1901. O animal tem o corpo escuro, com riscas brancas bem visíveis nas patas e coxas. Essas listras são para que eles não sejam enxergados por leões enquanto correm, pois eles enxergam em preto-e-branco.

3. Ursos de Água

2013030766320Existem mais de 900 espécies de ursos de água em todo o mundo. Isso mesmo! Eles podem sobreviver sem comida ou água por mais de uma década, e podem prosperar em temperaturas baixíssimas. Toleram uma pressão seis vezes mais forte que a do oceano. Vivem em musgos e samambaias. Eles são um dos animais mais interessantes da terra. E não pense que esses bichinhos não têm boca. A boca tubular tem dois estiletes, que são usados para perfurar as células de plantas, algas ou pequenos invertebrados dos quais se alimentam, liberando os fluídos corporais ou conteúdo celular.

4. Diabo-espinhoso

a1Este réptil com nome estranho pode ser encontrado na Austrália. Sua dieta consiste somente em formigas. O Diabo Espinhoso não ultrapassa os 20 cm de comprimento. As fêmeas são maiores que os machos. Eles mesmo que controlam sua coloração, tal como o camaleão, varia entre o amarelo e o castanho-escuro, conforme o tipo de solo. Esse lagarto tem  uma "falsa cabeça" que fica atrás da verdadeira e utiliza para confundir os predadores.

Embora tenha o corpo coberto de espinhos cônicos, a sua extrema lentidão torna-o uma presa fácil, utilizando os espinhos como defesa, e também utilizam-se da técnica de inflar o corpo para parecerem maiores e amedrontar o predador ou para parecerem difíceis de engolir.

5. Víbora-das-árvores

awebic-animais-bizarros-16A serpente peçonhenta é encontrada nas florestas tropicais da África Ocidental e Central. Tem uma beleza extrema, mas como toda víbora, é uma voraz predadora, possuindo uma mordida que injeta uma toxina capaz de matar os seres humanos. Suas escamas lhe proporcionam um aspecto peculiar - sua coloração pode variar bastante, do verde ao vermelho (sempre em várias tonalidades).

6. Peixe Morcego

oTenho certeza que você nunca viu um peixe desse, não é verdade? Eles são peixes muito incomuns, isso porque vivem sempre no fundo, seja na areia, lodo ou entre rochas e corais.  O animal que pode chegar até 30 cm. A boca,  pequena, e protrátil, isto é, que pode se alongar para frente formando um tubo. Na ponta da cabeça há um chifre de osso no qual se esconde um órgão que funciona como uma "isca": um espinho móvel com a ponta carnuda e que o morcego agita na sua frente para atrair presas. Assim, o peixinho, molusco, verme ou camarão que vem investigar vira presa e é sugado por sua boca.

7. Psychrolutes Marcidus

18-Conhecido como peixe-bolha, é uma espécie de peixe que habita as águas profundas das costas da Austrália e Tasmânia, raramente sendo visto por seres humano. Apesar do formato do rosto ser "triste", o P. Marcidus não tem muito do que reclamar: graças a sua estrutura física (pouco menos densa do que a água), esse peixe consegue flutuar sem gastar muita energia. Ao contrário da maioria dos peixes, ele "choca" seus ovos, sentando-se sobre eles até que eclodem. E aí, teve nojo desse peixinho? Ou seria, peixão?

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+