7 casos reais e bizarros de vampirismo

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      08/04/15 às 22h57

Vampiros se tornaram seres bastante populares no mundo do entretenimento. Entretanto, existem alguns casos reais dessa prática. Quando um indivíduo apresenta uma obsessão de sugar o sangue do seu parceiro sexual, isso é considerado uma forma de sadismo.

O termo na vida real é conhecido como vampirismo clínico ou síndrome de Renfield. O termo Renfield foi usado pela primeira vez, de forma arbitrária, pelo psicólogo americano Richard Noll, numa homenagem ao assistente do Drácula que se alimentava de insetos, Renfield, no romance de Bram Stoker.

As pessoas que sofrem desta condição são principalmente do sexo masculino. O desejo de sangue surge a partir da ideia de que essa substância possa transmitir poderes que melhoram a vida. De acordo com Noll, a condição é iniciada com um acontecimento chave na infância que faz com que a experiência da perda de de sangue ou a sua ingestão passe a ser excitante.

Após a puberdade, a excitação é vivida como uma estimulação sexual. Em toda a adolescência e idade adulta, o sangue, a sua presença e o seu consumo podem também estimular uma sensação de poder e controlo. Segundo Noll, o vampirismo começa com autovampirismo e, em seguida, avança para o consumo do sangue de outras criaturas.

Aqui na Fatos Desconhecidos você já ficou sabendo sobre alguns indícios que poderiam tornar os vampiros reais. Agora, você confere os piores casos de vampirismo já registrados.

Joshua Rudiger

1

Afirmando ser um vampiro de dois mil anos de idade, Joshua Rudiger fez uma matança em São Fransisco e assassinou várias pessoas sem-teto. Ele as matava com cortes de faca no pescoço e drenava seu sangue.

Ted Bundy

2

Ted Bundy é descrito como um vampiro e um monstro que assustou os Estados Unidos. Ele foi um serial killer americano que teve grande destaque na mídia. Ele estuprou, sequestrou e matou 30 pessoas além de praticar necrofilia e beber o sangue das vítimas. É descrito como um dos piores seriais killers da história dos EUA.

Jeffrey Dahmer

3

O serial killer e criminoso sexual, Jeffrey Dahmer, estuprou, mutilou e assassinou 17 homens entre 1978 e 1991. Os assassinatos também envolviam atos de canibalismo, vampirismo, necrofilia e o assassino inclusive, preservava partes dos corpos de suas vítimas.

Shane Chartres Abbott

4

Ele era um garoto de programa que alegava ser um vampiro. Shane Chartres Abbott se tornou um assassino que gostava de beber o sangue das suas vítimas e comer suas línguas.

Diana Semenuha

5

Conhecida como "A Bruxa Vampiro" foi presa por seduzir crianças de rua, leva-las para a sua casa e beber seu sangue. Sua justificativa era que ela precisava fazer o "ritual" para se fortalecer devido uma condição de perda de massa muscular. Ela foi presa em 2005.

Jonathan of Canada

6

"Jonathan" era um adolescente de 16 anos obcecado por vampiros. Ele foi acusado de matar e drenar o sangue do seu irmão de 12 anos.

Fritz Haarmann

7

O assassino em série alemão Fritz Haarmann era conhecido como o vampiro de Hanover e foi responsável pela morte de pelo menos 27 pessoas que ele matou rasgando suas gargantas com mordidas.

 

Rafael Miranda
Jornalista viciado em memes e amante da cultura pop.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+