icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 coisas que o norte americano é PROIBIDO de comer

POR Bruno Dias EM Curiosidades 11/12/19 às 13h46

capa do post 7 coisas que o norte americano é PROIBIDO de comer

Quando se trata de comida, existem aquelas pessoas que são frescas para comer e aquelas que comem praticamente de tudo. Mas se vocês estiver nos Estados Unidos, talvez não importe muito como seja o seu paladar. Isso porque o país tem um departamento responsável por garantir que seus cidadãos não comam alimentos que podem ser perigosos.

De acordo com o que a Food and Drug Administration (FDA) e a Consumer Products Safety Commission decidiram, alguns alimentos são perigosos demais para se consumir. Mostramos aqui, alguns desses alimentos que o governo dos EUA determinou que não são bons para os americanos.

1 - Leite cru

Quando estamos na escola, aprendemos que Louis Pasteur descobriu como pasteurizar o leite, para que ele fosse seguro de beber. Mas algumas pessoas parecem ainda insistir em beber o leite cru. Ele não é necessariamente perigoso. Mas quando é produzido em massa, em nível industrial, as chances dele transmitir bactérias nocivas, aumentam bastante. Ainda mais se o leite não for pasteurizado.

O leite não pasteurizado pode ter bactérias perigosas, como a Salmonella, E. coli e listeira. Isso pode ser perigoso para os jovens, pessoas com sistema imunológico enfraquecido, idosos e mulheres grávidas. Nos EUA, 20 estados e o distrito de Columbia proíbem a venda de leite cru.

2 - Akee

Essa fruta, encontrada na África Ocidental e na Jamaica,é proibida nos EUA. A importação dessa fruta foi proibida pelo FDA, por completo. A razão foi porque a ingestão da akee verde pode provocar, o que é conhecido, como doença de vômito jamaicana.

Aproximadamente depois de duas ou 12 horas depois de comer a fruta, a pessoa, que está com a doença, começa a vomitar incontrolavelmente, pode perder a consciência e ser suscetível à convulsões.

3 - "leo de sassafrás

Muitas pessoas podem ter já ouvido falar desse óleo, mas se você é americano provavelmente nunca o usou. Isso porque o uso desse óleo, em alimentos, foi proibido em 1960. O óleo dessa planta foi banido dos EUA porque tem a presença de safrole, que é um componente do óleo que se mostrou cancerígeno.

Além disso, o safrole é um dos principais ingredientes do MDMA, que é conhecido como ecstasy. Alguns usos não são proibidos nos EUA, mas eles não podem estar inclusos nos alimentos.

4 - Haggis

Esse prato tradicional da cozinha escocesa é um bucho de ovelha, recheado com vísceras, ligadas com farinha de aveia. E ele é proibido de se importar para os Estados Unidos, desde 1971. O FDA fez essa proibição por causa do pulmão de ovelha, que constitui menos de 15% do prato. Isso porque a carne do pulmão tem uma potencial presença de ácido estomacal e de catarro.

5 - Ameixas Mirabelle

A maioria dos alimentos foram proibidos nos EUA, por questões de saúde. Mas a ameixa mirabelle foi proibida por causa de regras, que tornaram o fruto protegido da importação. O fruto foi designado como de "origem protegida", por causa de um acordo, entre os  governos francês e americano, para ajudar o mercado francês.

O fruto é uma iguaria francesa e o país prefere mantê-lo em seu território, como uma forma de atrair o turismo. A França protege várias de suas iguarias regionais, incluindo alguns vinhos. E por causa desse acordo, é impossível ter essas ameixas nos EUA.

6 - Sopa de barbatana de tubarão

Esse é um prato tradicional, principalmente da China e do Vietnã. Ele é considerado um item de luxo e é servido apenas em ocasiões especiais. Ele é feito com a carne da barbatana, que é seca e desfiada depois da retirada da pele.

Um problema que acontece é quando os pescadores puxam os tubarões, arrancam suas barbatanas e os jogam sangrando ao mar para morrer. Por isso, várias nações fizeram leis e proibições que protegem as espécies, que usam no prato. Nos EUA, alguns estados proibiram essa iguaria.

7 - Kinder Ovo

Na maior parte da Europa, esses doces são quase que onipresentes e ainda trazem uma nostalgia da infância. Quem não se lembra de abrir um kinder ovo e ver qual era a surpresa dentro da cápsula amarela, que tinha dentro do chocolate? E é exatamente o brinquedo dentro, que fez o governo dos EUA proibir esse doce.

Por causa da Lei Federal de Alimentos, Medicamentos e Cosméticos, alimentos não podem ser vendidos se tiverem um objeto não nutritivo. E como os brinquedos de plástico não apresentam nenhum valor nutricional, o kinder ovo acabou sendo proibido nos EUA.


Próxima Matéria
Via   Listverse  
Imagens Listverse
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest