7 coisas que todo casal faz escondido

POR Ana Luiza Andrade    EM Entretenimento      10/07/17 às 22h01

A intimidade pode ser uma benção ou uma maldição. Tudo depende da perspectiva individual, assim como o que é combinado logo no começo da relação amorosa. Se as regras da harmonia e da boa convivência não forem apresentadas logo no inicio, é bem possível que a relação tome um rumo sem freios e quando você se der o conta, o limite do que antes era considerado inaceitável, seja abandonado de uma vez.

Isso é normal por um lado, o amor tem o poder de naturalizar tudo que consideraríamos estranho ou repulsivo em outras situações. Mas é preciso tomar cuidado para que a paixão não role escada abaixo, devido a uma dessas 7 situações que todo casal uma hora ou outra acaba fazendo entre quatro paredes:

1 - Dividir escova de dentes

Você acorda com sono, mal há tempo para despertar completamente e vai logo pegando a primeira escova de dentes à sua frente. É normal, acontece com todo mundo uma hora ou outra. O parceiro apaixonado, que não quer parecer chato, permite e aceita essa situação. Depois, é difícil mudar esse hábito, e a escova que era "sua" se tornará "nossa". É um caminho sem volta. Afinal, se você disser que não quer dividir mais a escova, o seu companheiro pode interpretar que o seu amor está decaindo ou pior, que você tem nojo dele. Isso é o tipo de coisa que se pede logo no começo da relação, ou você levanta as mãos para os céus e apenas aceita a condição de dividir as escovas.

2 - Espremer cravos e espinhas

Esse é um clássico entre os apaixonados. Basta o primeiro "eu te amo" para dar início ao festival de limpeza facial. O que pode ser relaxante e confortável para um, pode ser uma sessão de dor e tortura para o outro. Nesse cabo de guerra, sempre acontece uma discussão obsessiva por parte do espremedor, e lamentosa da parte do detentor das acnes. Felizes são aqueles que gostam de espremer e serem espremidos pelo seu amor. Havendo permissão e não fazendo esse ato um tanto quanto repulsivo em público, está tudo certo.

3 - Arrotar

Há aqueles casais discretos que uma hora ou outra cometem essa gafe do arroto. Acontece. Faz parte da intimidade. Um mero "me desculpa" é o suficiente nesse caso e a relação segue estável. Mas há aqueles casais peculiares que fazem do arroto uma sinfonia musical. Simplesmente não se importam e soltam com o máximo de força que podem. Vai entender. Cada casal com sua intimidade.

4 - Peidar

Esse quesito também está numa categoria muito próxima a do arroto. Aliás, basta que um dos dois sejam acionados para que todo o restante seja permitido. Nesse caso, vai de casal para casal. Há aqueles que acham graça, e o ato faz parte da rotina de cumplicidade entre os dois. E aqueles que preferem manter essa intimidade em sigilo, ou seja, se algo escapa, é mesmo sem querer. Nesse caso, temos que lembrar que nosso parceiro também é um ser humano e uma hora outra acontece.

5 - Conferindo o cheiro

Temos a tendência de acreditar em tudo que nosso parceiro diz. Se existe amor, existe a verdade, certo? Nem sempre. É que o amor é capaz de exalar sempre um cheiro agradável no nosso parceiro. Por isso, na maioria das vezes que você questiona se há algum cheiro ruim vindo de você, o seu parceiro negue. Não é que ele esteja mentindo, é que seu cheiro realmente é bom para seu companheiro(a) ou no mínimo, ele se acostumou com seu odor e não vai sentir nada fora do normal.

Então cuidado ao pedir essa informação ao parceiro. Confie no seu próprio nariz. Muitos casais conferem o cheiro um do outro. Mas na maioria das vezes isso não vai adiantar. O amor torna tudo um perfume delicioso.

6 - Tirar a catota do nariz alheio

"Está sujo?" o seu parceiro pergunta mostrando o nariz. Você responde que sim e imediatamente limpa para ele a catota que está lá dentro, pegajosa e suja. Você ama tanto seu parceiro que simplesmente não possui qualquer nojo dele. Isso é normal para alguns casais. E realmente acontece entre quatro paredes. Eles só não fazem isso em público, porque pega muito mal. Se os solteiros de carteirinha estranharem essa situação, espere até que aconteça a magia da paixão. A intimidade pode levar a lugares obscuros nunca antes frequentados.

7 - Deixar a porta do banheiro aberta

É provável que se o casal chegou a esse nível de intimidade eles morem juntos. Uma relação estável é o primeiro passo para estabelecer esse nível profundo de intimidade. O amor é tanto que você usa o banheiro de porta aberta e ainda conversa com seu parceiro que está do lado de fora. Tudo bem. Para alguns isso significa um avanço na cumplicidade, uma etapa natural para o casal que se ama e não vê barreiras para o relacionamento. Onde um está, o outro também pode estar. Cada casal com sua manias.

Porque o amor é de fato capaz de naturalizar qualquer coisa. Não há nada nojento ou feio ou repugnante no outro. Apenas é natural e a rotina torna tudo ainda fácil. Um dia escapa um arroto, no outro o parceiro se permite uma flatulência.

É importante que você conheça seus limites e os estabeleça logo no início. O amor também pode ser abalado ao longo do tempo e qualquer coisinha que antes era fofa ou engraçado, pode tornar-se repulsiva com o passar do tempo.

Outra questão importante a se levar em conta é até onde a intimidade pode ser saudável. Porque a solidão e momentos de intimidade também são importantes para o indivíduo que deve se reconhecer sozinho, longe do seu parceiro.

Funcionando para o casal está tudo certo. Se tudo isso parece demais para você, fica a dica, estabeleça regras logo no começo.

A pergunta que fica é: tudo é permitido ou há limites para tudo? Não esqueça de deixar a sua opinião sobre esse assunto.

Ana Luiza Andrade
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento tem o único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+