7 comidas que têm origens bem diferentes do que você imagina

POR Pietro Bottura    EM Curiosidades      23/10/14 às 21h08

De onde você acha que veio o costume de fazer batata frita? E pizza? Macarrão com almôndegas, talvez? Apesar de todas essas coisas serem muito clássicas, na verdade poucos de nós sabem qual é a real origem geográfica delas, e muitas delas vão te surpreender!

Afinal, quem diria que a comida favorita do nosso amigo Garfield na verdade não é italiana, ou que os famosos croissants não são uma regalia francesa? Bom, pouca gente diria, mas daqui pra frente você pode ser uma delas e até bancar o connoisseur culinário. Mas se lembre que quem fala demais come comida fria!

Lasagna

28306-Garfield-lasagna-gif-EzgK O grande amor da vida do Garfield não é italiana! Calma, respire. Agora que ficou tudo bem, vamos te dizer que o prato já aparecia em livros de culinária ingleses desde o século XIV, aparentemente popularizado pelo cozinheiro do Rei Ricardo II. Mas sua real origem está ainda mais longe, na Grécia Antiga, assim como outra coisa que você ama e também acha que é italiana...

Pizza

ep_frt_DSC_0571_www_2 Sim, a nona maravilha da humanidade não surgiu na toscana italiana, e sim entre os egípcios, que já comiam pães planos e finos com coberturas de queijo, especiarias, ervas e azeite. Há 5 mil anos, babilônios e hebreus já levavam massas de farinha e água ao forno, apesar de um dos mais famosos ingredientes da receita, o tomate, só ter sido incorporado na Idade Média, depois de ter sido descoberto por Colombo, em 1492.

Batata Frita

real-belgian-fries No inglês, chamam "French Fries" (fritas francesas), o que deixaria clara sua origem. Entretanto, a Inglaterra e a França sempre foram rivais, e até os EUA entraram nessa batalha, todos querendo ser os autores da receita original. Mas, na verdade mesmo, os inventores dessa maravilha culinária não foram nenhum deles, e sim os belgas, que desde o século XVII a comem como substituição dos peixes, que não podiam pescar durante o inverno. E, além de serem dos belgas, eram também feitas em formato de peixinho!

Croissant

croissant1-enlarge(07czf3) E esse pãozinho francês, automaticamente associado com um café, uma boina vermelha, um bigodinho canastrão e uma camisa listrada? Pois é, mas a invenção é na verdade austríaca, e não francesa, já que foi criada em Viena, no século XIII, quando era chamada de kipferl e também viennoiserie. Já na França, foi popularizado por "culpa" de Maria Antonieta, que viveu no século XVIII e adorava o quitute.

Spaghetti com almôndegas

meatball-mac-and-cheese-header Essa delícia, que geralmente vem servida com um molho bolognesa, na verdade não é comum na Itália, e inclusive é reprovada pelos italianos, que acham que a combinação não cai bem. A popularização do prato se deu por imigrantes sicilianos no início do século XX, nos EUA.

Chili e Nachos

gr_1288112454 Apesar do chili con carne e dos nachos serem considerados clássicos mexicanos, na verdade são estadunidenses. Enquanto o primeiro era comum no século XIX e consumido por cowboys e soldados da Guerra de Secessão, enquanto o segundo foi um improviso culinário feito por Ignacio Anaya, que era dono de um restaurante e precisou servir algo aos seus clientes. Mas, como seu cozinheiro havia saído, jogou tortillas de milho, queijo e pimenta jalapeño num pote e esperou a sorte. Deu certo, já que hoje o prato é um sucesso internacional e até salgadinhos (Doritos) dele existem.

Acarajé

acaraje_receita É isso mesmo bichinho, essa delícia arretada da baiana na verdade não é dela não, e sim dos imigrantes africanos - o que explica a roupa branca - que se inspiraram no falafel dos árabes, por sua vez. É considerado uma comida sagrada, oferecida aos orixás, e foi levada aos africanos no século VII.

Pietro Bottura
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+