Fatos Nerd

7 fatos que nem os maiores fãs de Vikings sabem

0

A série Vikings, de Michael Hirst, foi inspirada na vida de Ragnar Lodbrok. O enredo conta a história da ascensão de Ragnar ao poder e à riqueza, a dinâmica de sua relação com seu irmão Rollo, seu filho Björn Ironside e o relacionamento com suas esposas. Há dúvidas sobre a existência de Ragnor Lodbrok, mas muitos elementos do cotidiano viking foi incluído na série de Hirst.

Apesar da comparação com Game of Thrones, Vikings tem a premissa muito mais simples. A série é um estudo de caráter, resistência e um despertar social, emocional e intelectual. A quinta temporada estreia hoje (29) e, como aquecimento, veja 7 fatos que nem os maiores fãs de Vikings devem conhecer:

1 – É baseado em fatos reais

O criador Michael Hirst se inspirou em histórias reais para produzir Vikings. Três obras principais escritas anos após a idade viking foram usadas. As sagas incluem “Ragnars“, “Loðbrókar” e “Ragnarssona þáttr“, bem como o livro de um autor chamado Saxo Grammaticus. As sagas são como longos diários da vida dos vikings, e algumas eram mais elaboradas com fábulas e lendas. A maioria continha imagens no lugar da escrita.

2 – São usadas línguas históricas

Você já se perguntou de onde são as línguas faladas na série? Em algumas partes do roteiro, Michael Hirst escolheu usar línguas antigas reais para permitir que os espectadores escutem como soavam as línguas utilizadas pelos vikings. Os atores ingleses foram treinados a pronunciarem o sotaque do inglês antigo e da língua nórdica antiga. Vale a pena ressaltar que o inglês antigo não seria entendido hoje em dia por falantes do inglês moderno. Por outro lado, o nórdico antigo era uma língua falada pelos escandinavos até a Idade Média, e sua língua ancestral moderna retém muito da sua linguagem.

3 – Os bispos guerreiros

O ator irlandês Jonathan Rhys Meyers dá o ar da graça em Vikings como um “bispo guerreiro” – um padre fanático que também luta muito na batalha. Ele é anglo-saxão e contra os nórdicos. Em 2017, Michal Hirst explicou sobre o termo “bispo guerreiro” ao Entertainment Weekly:

Eu estava olhando os livros de história sobre esses bispos guerreiros. Os antecedentes dos Templários dos Cavaleiros são pessoas que eram absolutamente religiosas, mas vestiam armaduras e lutavam. Não deixe o status sacerdotal lhe enganar. Eles eram loucos!

No auge das invasões, esses sacerdotes maníacos eram a arma secreta da Inglaterra.

4 – É baseado em verdadeiros líderes

Na série, Rollo Sigurdsson (interpretado por Clive Standen) é o irmão mais velho de Ragnar, e é considerado mais destemido e intenso. Na verdade, Rollo (baseado em Viking Hrolf) foi escrito por diaristas nórdicos e saxões. Hrolf era conhecido por sua implacável energia e força nas batalhas e, eventualmente, se tornou um rei de um território chamado Lejre. Os homens vikings também eram muito mais respeitosos com as mulheres do que os saxões.

5 – Os nomes têm um significado

Nos tempos vikings, os nomes eram tão importantes quanto hoje, mas seus significados eram muito mais descritivos. Por exemplo, o nome Ragnar significa “guardião do forte” – apropriado para o rei dos Vikings – e Lodbrok significa “calças peludas”, que se referiam às calças de pele de animal que usavam durante os meses de inverno. Os vikings eram geralmente chamados por nomes que revelavam o quanto eles eram ricos, com o que eles trabalhavam, ou o quão bons eles eram nas batalhas.

6 – As punições vikings

Uma característica comum dos vikings é a maneira brutal de punir e executar seus inimigos. A falta do código moral, permitiu que os vikings vivessem sob o domínio da espada e, quase sempre, a violência era a solução mais adequada para resolver brigas, até mesmo com os seus vizinhos. Em um episódio da série, a vítima teve suas costelas separadas da sua espinha dorsal, enquanto ainda estava vivo.

7 – Katheryn Winnick (Lagertha) é uma lutadora treinada

Nascida no CanadáKatheryn Winnick começou sua carreira de atriz em 1999. Mas além de atuar, Katheryn também é lutadora de artes marciais, tendo alcançado a faixa preta com apenas 13 anos de idade. A habilidade da atriz foi muito conveniente nas cenas de luta da série. Lagertha é um guerreira respeitada e rainha da Dinamarca. Ela era conhecida pelos historiadores como uma aliada temível aos homens com quem lutou. Definitivamente, Katheryn foi a escolha perfeita.

Você assiste Vikings? Deixe nos comentários e compartilhe com seus amigos que precisam de assistir!

8 coisas estranhas sobre o luto que as pessoas faziam antigamente

Matéria anterior

7 personagens de Naruto que morreram misteriosamente

Próxima matéria

Mais em Fatos Nerd

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.