• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 maiores atrocidades cometidas por Fidel Castro

POR Mateus Graff    EM História      22/05/18 às 14h50

Você já deve ter ouvido falar em Fidel Castro, certo? Bom, para os desinformados, Fidel foi um político e revolucionário cubano que governou a República de Cuba como primeiro-ministro de 1959 a 1976 e depois como presidente de 1976 a 2008. Para muitos Fidel é considerado um grande herói, mesmo tendo que cometer alguns crimes para se tornar quem ele foi.

Pois bem, mas que tipos de crime Fidel cometeu? Que tipo de crueldade ele fazia quando estava no governo de Cuba? Isso é o que nós vamos contar para vocês nessa matéria com as 7 maiores atrocidades cometidas por Fidel Castro, confiram:

1 - Número de mortos

Segundo Armando Lago, um economista formado em Harvard, durante os anos da revolução de Cuba, cerca de 78 mil pessoas morreram por tentarem fugir do regime, enquanto 5.300 pessoas morreram na Baía dos Porcos e nas Montanhas de Escambray. Além disso, o economista afirma também que 14 mil pessoas perderam a vida fazendo investidas de Fidel em outros países. Ah, tem também os 50 mil soldados que foram mandados para lutarao lado da União Soviética. Muita gente, não?

2 - Os direitos LGBT

Fidel não era simpatizante dos homossexuais, pois para ele isso atrapalhava a força da revolução. Para não atrapalhar, ele mandou os gays para campos de concentração, ao lado de bandidos e Testemunhas de Jeová. Em 1965 começou a perseguição dos homossexuais, o que causou muitos protestos, um dos primeiros pelos direitos da comunidade LGBT.

3 - Violências mostradas na mídia

Para tentar deixar a população com medo, fotos de pessoas fuziladas, por exemplo, eram publicadas em meios de comunicação cubanos. Junto a Che Guevara, Fidel Castro fazia fotos e vídeos que davam medo em qualquer pessoa.

4 - O ir e vir dos cubanos

Em 1997 houve uma medida para controlar o ir e vir dos cidadãos de Havana, que sofria com a superpopulação. Fidel simplesmente decidiu que iria controlar qualquer mudança para a capital de Cuba. Policiais começaram a inspecionar a cidade atrás de pessoas ilegais. Quando alguém era encontrado vivendo ilegalmente em Havana, era multado e enviado de volta ao país ou cidade de origem.

5 - Perseguição aos testemunhas de jeová

Fidel acreditava que as religiões eram o ópio do povo, e perseguia algumas. Uma delas foram os testemunhas de Jeová, onde os seguidores foram enviados para os campos de concentração e todas as igrejas foram fechadas. Quem passava por essa medida, ficava preso por dois anos. Os testemunhas de Jeová sofreram muito na mão de Fidel.

6 - Massacres

Em um dos massacres de Fidel, cerca de 72 foram atacadas. O acontecimento ocorreu no dia 13 de março de 1974, onde um barco com homens, mulheres e crianças foi atacado pelas autoridades cubanas ao tentar sair da ilha. No caso, estima-se que 41 cubamos morreram.

7 - Perseguição a católicos

Como citamos no item 5, Fidel realmente achava que a religião era um atraso para o mundo. Só para vocês terem uma ideia, antes de acontecer a revolução de Cuba, o país tinha cerca de 90% dos cidadãos católicos. Porém, nos anos 60 Fidel fez propagandas que diziam que os católicos eram a escória social. O cara fechou igrejas e até proibiu a comemoração do Natal em Cuba.

E aí, sabia de todas essas coisas sobre Fidel Castro? Comente!

Próxima Matéria
Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+