7 mortes nos quadrinhos que os fãs simplesmente detestaram
Tempo de leitura:4 Minutos, 19 Segundos

7 mortes nos quadrinhos que os fãs simplesmente detestaram

Faz tempos que morte nos quadrinhos não significa nada demais. Os leitores, acostumados a acompanhar editoras como Marvel e DC Comics, sabem que nenhum herói ou vilão está a salvo. Eventualmente, todos podem (e irão) morrer. O abalo não acontece porque o costume é antigo. Acontece que, não importa quantas vezes certos personagens façam a passagem para outro plano, eles também tendem a voltar. São poucos os azarados que ficam esquecidos no limbo.

Então, muitas vezes, a morte nos quadrinhos não importa tanto, mas sim o processo até ela. Como determinado personagem encontrará seu fim. Mas claro, há exceções. Por mais que os leitores estejam acostumados com os cortes nas histórias, algumas mortes chegam tão de repente que são amplamente detestáveis. Separamos alguns exemplos a seguir.

1 – Viúva Negra (Império Secreto)

Talvez a melhor pergunta aqui seja: o que não deixou os fãs com raiva nessa saga? A trama por si só, já foi controversa, assim como muitas mortes mostradas nela. Dentre as quais está a de Viúva Negra em Império Secreto #7. Natasha Romanoff estava empenhada em derrubar o governo ditatorial do Capitão América. Ele liderou parte da resistência e fazia uma missão atrás de outra. Sua morte, pelas mãos do próprio Steve Rogers, pegou muito leitores de surpresa. A revolta veio quando se percebeu que havia sido em vão. Ter a Viúva Negra fora do jogo não fez grande diferença para a história.

2 – Stephanie Brown (Batman: War Games)

No período em que Stephanie Brown ficou ativa nas aventuras de Batman, ela foi bastante querida pelos leitores. Sob a identidade de Spoiler, ela ajudou o herói a derrotar o próprio pai, um dos maiores criminosos de Gotham City. Por não fazer parte da Bat-Família, ela entra em conflito com o Homem Morcego, por atuar como vigilante na cidade sem supervisão. Eventualmente, ela tem um caso com Tim Drake e, por breve momento, ela usa o manto do Robin. Infelizmente, a heroína não resiste a maldição carregada por essa identidade e é morta em combate.

3 – Wally West (Heroes in Crisis)

Além de ser um dos velocistas mais poderosos do universo DC, Wally também é um dos mais queridos dos fãs. Ele assumiu o manto do Flash quando Barry Allen sacrificou a vida em Crise nas Infinitas Terras. Foram vários anos no comando, tempo suficiente para ganhar a simpatia dos leitores. E até mesmo ser um dos protagonistas de Justiça Jovem. Contudo, desde o reboot de os Novos 52, o herói sumiu, pois Barry foi trazido de volta. Tanto tempo sem ver Wally, o personagem enfim aparece na série Heroes in Crisis… apenas para morrer novamente.

4 – Bruce Banner (Guerra Civil II)

O primeiro Guerra Civil foi um dos melhores arcos da Marvel Comics. Por isso, quando a editora anunciou a continuação anos mais tarde, os leitores se empolgaram com a ideia. Infelizmente, a tentativa de seguir a história anterior não foi grande coisa. Guerra Civil II lembra bastante o filme Minority Report. O mutante Ulysses é capaz de prever crimes, portanto, há o lado dos heróis que acredita em prisões tendo as visões como base, e outro que não vê necessidade para tanto alarde. De qualquer forma, Ulysses prevê que Hulk sairá do controle e colocará tudo em risco. Ao ser confrontado pelos Vingadores, Bruce Banner é atingido por uma flecha e morre. Clint Barton revelou que o faz a pedido do próprio Bruce.

5 – Peter Parker (The Amazing Spider-Man)

Há inúmeros versões do Homem Aranha, porém, Peter Parker é mais popular e admirada da continuidade 616. Mesmo assim, uma hora ou outra, ele experimentaria a morte. Certa vez aconteceu quando Dr. Octopus possuiu seu corpo. O vilão estava em estado terminal de saúde e se fundiu ao corpo do herói. Assim, aos poucos, ele começou a morrer junto com o Dr. Octopus. No tempo em que os dois passaram juntos, Peter foi capaz de ensiná-lo certos valores morais. Ao fim, os fãs ficaram mais revoltados com como Peter morreu do que com a própria morte em si.

6 – Hera Venenosa (Heroes in Crisis)

A nova série da DC Comics possui um argumento maravilhoso, mas o desenvolvimento da história anda fraco demais. Os personagens estão mal explorados e até mesmo a arte tem deixado a desejar em várias passagens. Depois de trazerem Wally West apenas para matá-lo, uma capa alternativa da sexta edição traz Hera Venenosa coberta de sangue e caída no chão. Digamos que a morte da anti-heroína tem sido anunciada desde o começo da história. Apesar disso, muitas fãs esperavam que as mensagens poderiam seguir outro caminho. Hera ganhou muitos admiradores com os anos e sua morte, caso confirmada, irá deixar muita gente com raiva.

7 – Superman (A Morte do Superman)

Primeiro vem o choque. Como assim o Homem de Aço foi morto? Depois a negação. Quem poderia acreditar em tal evento? Então a raiva. “Horrível!”. O momento é um marco na história dos quadrinhos, mas levou um tempo até os leitores se acostumarem com a ideia e reconhecer a qualidade da história. Hoje, A Morte do Superman é um clássico inegável, mas precisou passar pela fúria de muitos leitores até alcançar esse patamar.