7 piores métodos de punição usados pelos Templários

POR Isabela Ferreira    EM História      23/03/18 às 19h29

Mais conhecidos por Cavaleiros Templários, a Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão, faziam parte da ordem militar da Cavalaria. Formada essencialmente por monges que sabiam muito bem como empunhar espadas, compuseram uma espécie do que foi chamado de exército religioso. O objetivo da organização era proteger a cidade de Jerusalém após sua conquista pelas Cruzadas, no século 12.

Os cavaleiros franceses, liderados pelo Primeiro Grão-Mestre Hugo de Payens, devia satisfações apenas ao Papa. Isso fez com que desenvolvessem suas próprias regras, incluindo um sistema de punições que deveria ser aplicado sempre que um dos cavaleiros praticasse a desobediência ou cometesse demais delitos. Pensando nisso, nós aqui da Fatos Desconhecidos separamos abaixo alguns dos piores métodos de punição usados pelos Templários. Dá uma olhada!

1 - Masmorras

As masmorras eram um dos métodos de punição mais utilizados na era medieval, não apenas pelos Templários, mas de forma geral. Normalmente localizadas nos pisos inferiores dos castelos, tinham a única função de reter os prisioneiros que esperavam por um julgamento. Por vezes, as pessoas ficavam ali acorrentadas às paredes, sem comida ou água por dias. A diferença no caso dos Templários, é que os próprios cavaleiros poderiam passar semanas no local como prisioneiros, caso cometessem algum delito que fosse contra a Ordem.

2 - A morte?

Claro, quando falamos sobre severas punições, temos a mania de acreditar que o pior que poderia acontecer seria a morte. Mas não para os Templários. Conhecidos por sua bravura e lealdade, nada para eles poderia ser pior do que acabar sendo expulso da Ordem. Na verdade, a morte para eles poderia ser considerada uma questão de honra.

3 - Açoite

Um dos principais métodos de tortura utilizados desde os tempos mais remotos, também era adotado pelos Templários. Era muito comum que aqueles que fossem acusados por graves delitos fossem submetidos ao açoite. No entanto, era comum que os próprios cavaleiros precisassem passar por isso, como forma de pagar por algum pecado. Muitos não saíam vivos de tais sessões, visto que o corpo não suportava toda a dor.

4 - Castigos físicos

Além do açoite, muitos outros métodos de punição física eram utilizados. Não era difícil ver um preso sendo espancado até a morte, por mais de um soldado. Por outro lado, os próprios cavaleiros enxergavam a dor como algo positivo. Para eles, esta era uma forma de se aproximarem das forças divinas, já que Jesus teria sido obrigado a enfrentar torturas semelhantes.

5 - Berlinda

Este é um instrumento de tortura onde a pessoa fica com seus braços e cabeça imobilizados. Durante a Idade Média, precisava ter presença obrigatória em mercados e feiras pelas cidades. Era utilizado para castigar mentirosos e ladrões, ao mesmo tempo, servindo como exemplo para que outras pessoas não cometessem o mesmo erro. Também era usado pelos Templários e embora pareça um método não muito invasivo, enquanto uma pessoa estivesse presa por ali, poderia sofrer as mais cruéis torturas.

6 - Fome

Os Templários que praticassem desobediência poderiam ser confinados em masmorras ou em celas menores. Em ambos os casos, era muito comum que eles fossem proibidos de receber água ou comida. Nesses casos, muitos imploravam para que fossem mortos logo, pois assim não teriam que enfrentar todo o sofrimento que aquela situação proporcionava. No entanto, tal prática não era permitida e muitos acabavam ali por longos dias e morriam por fome.

7 - Pena de morte

Sim, a pena de morte realmente constava no sistema de punição dos Templários e era aplicado em casos extremos de desobediência. Uma das principais marcas dos cavaleiros era a lealdade, e caso algum deles descumprisse tal premissa, era condenado. No campo de batalha, mesmo que a condição não estivesse favorável mas o comandante ordenasse que continuassem lutando, deveriam fazer isso. Caso algum deles fugisse e fosse encontrado, era condenado à pena de morte.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+